Vettel foca em sua corrida e Alonso torce por chuva em Interlagos

sábado, 24 de novembro de 2012 19:03 BRST
 

Por Camila Moreira e Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - Enquanto Sebastian Vettel vai focar apenas em sua corrida e nos carros à sua frente a partir da largada do Grande Prêmio do Brasil, Fernando Alonso estará de olho no céu em buscas de sinais de chuva para ter alguma chance de tirar o título das mãos do piloto da Red Bull e levá-lo para a Ferrari.

Após o treino classificatório de sábado, a situação de Vettel parece ter ficado ainda mais confortável. O alemão irá largar em quarto, posição que lhe garante o tricampeonato independentemente do resultado de Alonso. Além disso, ele pode avançar uma posição logo no início da corrida, uma vez que seu companheiro Mark Webber largará à sua frente em terceiro.

Já Alonso sairá apenas em sétimo, com seu colega de equipe, Felipe Massa, duas posições à frente. Mas o GP Brasil é conhecido pelas provas sob chuvas e pelo clima instável, o que já provocou muito caos na pista em outros anos. E a previsão do tempo indica 90 por cento de chance de chuva no domingo.

"Sei que, pelo menos sob circunstâncias normais, não temos chance de lutar pela vitória. Também sei que, para eu ter qualquer esperança de título, é mais plausível contar com um abandono de Vettel do que eu terminar em uma posição em que possa ficar na frente dele na classificação", disse Alonso neste sábado. "Obviamente eu então estou esperando uma corrida caótica e portanto a chuva pode ser um fator importante mesmo que seja mais arriscado para todos", completou ele.

"No seco não somos competitivos, mas no molhado o carro teve boa performance algumas vezes e estamos um pouco mais confortáveis."

Alonso conquistou seus dois títulos, em 2005 e 2006, no Brasil. Assim como Vettel, ele busca se juntar à elite do esporte como tricampeão e figurar ao lado de nomes como do brasileiro Ayrton Senna e do austríaco Niki Lauda. Já Vettel poderá se tornar apenas o terceiro a conquistar três títulos seguidos, depois de Juan Manuel Fangio (1954-57) e Michael Schumacher (2000-04). Para isso, o alemão quer se focar apenas em seu caminho à frente.

"Assim que as luzes se apagarem, vou tentar atacar os caras na minha frente. Além disso, pode haver coisas acontecendo, com a previsão do tempo sendo a que é. Então não vou ficar olhando para a esquerda e a direita, para ser honesto", disse ele.

"No geral, estamos em boa forma e temos sido competitivos, e veremos o que dá para fazer amanhã", completou ele. Tentando minimizar sua situação, Alonso preferiu falar mais da possibilidade de superar as McLarens e garantir o segundo lugar no campeonato de construtores -nesse caso, a Red Bull já levou o título na última corrida, nos Estados Unidos.

"Vamos ver se amanhã conseguiremos os pontos para superar a McLaren. Vamos tentar passar os adversários e nos defender da McLaren", disse ele. A Ferrari está em segundo lugar com 367 pontos, seguida da McLaren com 353. A classificação dos construtores é importante por definir a ordem das equipes no paddock e a quantidade de dinheiro que recebem pelos direitos de transmissão de TV.