Eleição na Catalunha enfraquece busca pela independência

segunda-feira, 26 de novembro de 2012 09:19 BRST
 

Por Fiona Ortiz e Braden Phillips

BARCELONA, Espanha, 26 Nov (Reuters) - Os separatistas catalães venceram a eleição local de domingo na região espanhola, mas sem conseguirem o mandato ressonante que esperavam para convocar um referendo sofre a independência.

O presidente (governador) da Catalunha, Artur Mas, que implementou impopulares cortes de gastos, havia convocado uma eleição antecipada para testar o apoio à sua nova iniciativa pela independência da região, que é rica mas está financeiramente em crise.

Eleitores frustrados com a crise econômica e com o sistema tributário espanhol, que eles consideram injusto com a Catalunha, deram quase dois terços das 135 cadeiras do Parlamento regional a quatro partidos favoráveis à convocação de um referendo separatista.

Mas as urnas puniram o principal partido separatista, o CiU (Convergência e União), cuja bancada caiu de 62 para 50 deputados. Assim, Mas terá dificuldade para liderar uma frente unida pela realização de um referendo que desafia a Constituição e o governo central espanhol.

Para José Ignacio Torreblanca, diretor da unidade madrilenha do Conselho Europeu de Relações Exteriores, o presidente catalão "claramente cometeu um erro".

"Ele promoveu uma agenda separatista, e as pessoas lhe disseram que desejam que outras pessoas realizem essa agenda", disse.

O resultado é um alívio para o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, que enfrenta uma profunda recessão e um desemprego de 25 por cento, enquanto luta para convencer os investidores sobre a estabilidade fiscal e política do país.

Cercado por seguidores que gritavam "independência", Mas disse que continuará empenhado em convocar o referendo, e acrescentou que "está mais complexo, mas não há necessidade de desistir do processo".   Continuação...

 
Candidato do partido Convergencia i Unió (CiU), Arthur Mas, é rodeado por fotógrafos antes de votar na eleição para o governo regional da Catalunha, em Barcelona. Os separatistas catalães venceram a eleição local de domingo na região espanhola, mas sem conseguirem o mandato ressonante que esperavam para convocar um referendo sofre a independência. 25/11/2012 REUTERS/Gustau Nacarino