26 de Novembro de 2012 / às 11:13 / em 5 anos

FOCUS-Mercado reduz perspectivas de crescimento e inflação em 2012

SÃO PAULO, 26 Nov (Reuters) - O mercado voltou a reduzir pela segunda semana seguida suas perspectivas para o crescimento econômico e para a inflação neste ano, ao mesmo tempo em que manteve a projeção de que a Selic permanecerá na atual mínima histórica de 7,25 por cento pelo menos até o fim de 2013.

Na semana em que o Comitê de Política Monetária (Copom) volta a se reunir para decidir a taxa básica de juros, o mercado continua apostando que não haverá em breve alteração na política monetária. Pesquisa da Reuters mostrou que todos os 60 analistas consultados esperam manutenção da Selic na quarta-feira.

De acordo com a pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira, os analistas consultados reduziram sua projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2012 a 5,43 por cento, ante 5,45 por cento na semana anterior.

Para 2013, entretanto, a perspectiva foi ligeiramente elevada e agora prevê que a inflação atinja 5,40 por cento, contra 5,39 por cento anteriormente. Em ambos os casos a inflação permanece longe do centro da meta do governo de 4,5 por cento.

Na semana passada, o IPCA-15, uma prévia da inflação oficial, mostrou desaceleração em novembro a 0,54 por cento, ante 0,65 por cento em outubro. No acumulado dos últimos 12 meses, o IPCA-15 registrou alta de 5,64 por cento.

O movimento do IPCA-15 se deveu principalmente, como esperado, aos preços dos alimentos, embora analistas ainda considerem esse nível alto e falem em cautela devido ao descompasso entre atividade e consumo.

CRESCIMENTO

Sobre a expansão da economia, os analistas reduziram sua perspectiva para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano a 1,50 por cento, ante 1,52 por cento na semana anterior.

Para 2013 a expectativa também foi reduzida pela segunda semana seguida, a 3,94 por cento, após previsão de expansão de 3,96 por cento na pesquisa Focus anterior.

A economia ainda reluta em mostrar sinais mais consistentes de recuperação mesmo diante dos esforços do governo federal para garantir estímulos. O foco tem sido o setor industrial, o mais afetado pela crise internacional, embora a pesquisa Focus tenha mostrado uma melhora das projeções.

Para a produção industrial, os analistas consultados no Focus veem agora uma contração de 2,30 por cento em 2012, ante queda de 2,39 por cento apontada na pesquisa da semana anterior. Para 2013, a expectativa é de expansão de 4,20 por cento, ante crescimento de 4,15 por cento na semana anterior.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga na sexta-feira os dados sobre a expansão da economia no terceiro trimestre deste ano.

A pesquisa Focus desta segunda-feira mostrou também que o mercado manteve a previsão de que o dólar encerrará este ano a 2,03 reais. Na sexta-feira, a moeda norte-americana disparou ante o dólar, chegando a ultrapassar 2,11 reais na venda.

O BC, entretanto, interveio no mercado para evitar distorções, e a moeda sofreu a maior baixa em quase três meses na última sessão, encerrando a 2,0819 reais na venda.

Por Camila Moreira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below