China está certa de que atingirá meta de expansão de 7,5% em 2012--ministro

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 09:45 BRST
 

PEQUIM, 28 Nov (Reuters) - A China está certa que atingirá a meta de crescimento econômico do governo de 7,5 por cento para 2012 e pode até mesmo ultrapassá-la, afirmou nesta quarta-feira o ministro do Comércio, Chen Deming.

Chen fez a declaração numa conferência, acrescentando que a China deve gastar mais de 70 bilhões de dólares este ano em investimento estrangeiro direto não financeiro.

"Nos primeiros três trimestres, a economia da China cresceu 7,7 por cento ante o ano anterior. Portanto, com certeza nós podemos atingir a meta do PIB anual de 7,5 por cento ou acima disso", afirmou Chen em discurso.

As declarações do ministro sobre crescimento ecoam aquelas feitas por uma autoridade do Escritório Nacional de Estatísticas em outubro, quando os dados econômicos para o terceiro trimestre revelaram que o crescimento anual havia desacelerado para 7,4 por cento.

A taxa de crescimento da China desacelerou por sete trimestres consecutivos e está a caminho do ano mais fraco de expansão desde 1999, apesar de estar num ritmo que ultrapassa o restante das principais economias do mundo.

Analistas consultados pela Reuters esperam que a China, a segunda maior economia do mundo, cresça 7,7 por cento em 2012.

Pequim tem feito um programa de ajuste das políticas econômicas --cortando taxas de juros, liberando mais dinheiro para empréstimos e aprovando uma série de projetos de infraestrutura-- pelos últimos 12 meses num esforço para apoiar uma economia que recentemente passou pelo seu período mais fraco de atividade desde a crise financeira global de 2008 e 2009.

A exposição da China ao ciclo comercial global fez com que o crescimento fosse prejudicado por uma lenta recuperação nos Estados Unidos e por uma crise persistente na União Europeia --os dois maiores mercados dos produtos das fábricas do país.

As exportações no valor de 1,9 trilhão de dólares foram equivalente a aproximadamente 31 por cento do PIB em 2011, de acordo com dados do Banco Mundial, e a estimativa é de que cerca de 200 milhões de empregos chineses sejam apoiados pelo setor externo.

(Reportagem de Aileen Wang e Nick Edwards)