Fifa se preocupa com segurança; ministro diz que país está atento

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 19:00 BRST
 

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, demonstrou preocupação com a segurança no Brasil nesta quarta-feira, enquanto crescem os índices de violência em várias capitais, principalmente em São Paulo.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, no entanto, afirmou que o país está preparado para combater o problema. Valcke e Rebelo participaram em São Paulo nesta quarta-feira da última reunião do ano sobre a Copa do Mundo de 2014.

"O que eu posso dizer é que hoje de manhã, quando tivemos nossa reunião (com autoridades paulistas) foi uma das perguntas que fiz, sobre segurança (nas ruas) e aeroportos", disse Valcke em entrevista coletiva.

"A segurança é uma questão-chave… claro que é uma questão do governo e temos todo o comprometimento do governo de como vai tratar a segurança", completou.

Valcke destacou que na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, também havia um alarme com relação à violência no país, mas que tudo correu bem.

"Nada aconteceu e claro que o governo brasileiro vai cuidar, (a questão) está no topo da agenda não só do ministro do Esporte, mas da presidente Dilma Rousseff, temos certeza disso", afirmou.

Mesmo não sendo questionado, Aldo Rebelo pediu para fazer esclarecimentos sobre a segurança durante os eventos esportivos a serem realizados no país. "Temos essa questão debatida, não apenas em São Paulo, mas nas principais metrópoles", afirmou.

Nos últimos dois meses, a região metropolitana de São Paulo viveu uma escalada de violência, com chacinas e assassinatos diários, muitas vezes envolvendo policiais.   Continuação...