Manifestantes protestam contra violência em sorteio da Copa das Confederações

sábado, 1 de dezembro de 2012 14:32 BRST
 

SÃO PAULO, 1 Dez (Reuters) - Manifestantes usando máscaras brancas fizeram um protesto do lado de fora do local do sorteio dos grupos da Copa das Confederações em São Paulo, neste sábado, contra a violência nas maiores cidades do país.

O protesto, organizado pela ONG Rio de Paz, tinha como objetivo confrontar pacificamente as autoridades presentes ao sorteio para chamar a atenção para os problemas de violência enfrentados pela população, de acordo com os ativistas.

"Estão gastando uma fortuna nesses grandes eventos esportivos, o Estado está mobilizado para isso. Por que não vemos esse mesmo dinheiro e esse mesmo esforço para reduzir o número de mortes violentas que acontecem nesse país", disse a repórteres Antônio Carlos Costa, organizador do grupo.

Segundo a ONG, mais de 50 mil pessoas são assassinadas a cada ano no Brasil. Apesar de os índices de homicídios estarem em queda na maioria das grandes cidades nos últimos anos, o Brasil ainda é um dos países mais violentos do mundo.

Em São Paulo, onde aconteceu o sorteio da Copa das Confederações neste sábado com a presença de diversas autoridades, incluindo a presidente Dilma Rousseff, a violência está num momento crítico. O número de homicídios mais que dobrou nos últimos meses, tendo principalmente policiais como alvo.

 
Membros da ONG Rio de Paz prostestam contra a violência no Brasil durante o sorteio oficial dos grupos da Copa das Confederações de 2013 em São Paulo. Manifestantes usando máscaras brancas fizeram um protesto do lado de fora do local do sorteio dos grupos da Copa das Confederações em São Paulo, neste sábado, contra a violência nas maiores cidades do país. 01/12/2012 REUTERS/Nacho Doce