Erro em sorteio deixa secretário-geral da Fifa constrangido

sábado, 1 de dezembro de 2012 15:52 BRST
 

Por Mike Collett

SÃO PAULO, 1 Dez (Reuters) - O decorrer "caótico" do sorteio dos grupos da Copa das Confederações, neste sábado, deixou constrangido o secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, diante de autoridades incluindo a presidente Dilma Rousseff.

O sorteio deveria ter sido simples: o Brasil, país-sede, e a Espanha, atual campeã do mundo, seriam automaticamente nomeados os cabeças-de-chave dos grupos A e B, e as outras seis seleções restantes seriam distribuídas nas vagas remanescentes.

As únicas ressalvas eram que a Itália ficasse separada da Espanha, dividindo as duas nações europeias em dois grupos, e que o Uruguai ficasse no grupo oposto ao do Brasil, o que separaria as duas seleções sul-americanas.

A Itália ficaria no Grupo A com o Brasil, enquanto o Uruguai ficaria com a Espanha no Grupo B.

Entretanto, quando o nome do Uruguai foi sorteado, Alex Atala, um dos principais chefs brasileiros e que ajudava o secretário-geral da Fifa no sorteio, colocou a mão no pote do Grupo A e escolheu a posição A3.

Valcke colocou o Uruguai na posição B3, mas o Taiti foi depois sorteado com a mesma posição.

"Isso não bate, o Taiti deve estar na posição B3", disse Valcke ao perceber o erro.

O Taiti foi então colocado na posição B3 e o Uruguai foi para a posição B2, o que coloca a seleção atual campeã da Copa América contra a Espanha em sua partida de estreia.   Continuação...