Exército sírio promove ofensiva contra redutos rebeldes

domingo, 2 de dezembro de 2012 16:26 BRST
 

Por Erika Solomon

BEIRUTE, 2 Dez (Reuters) - Forças do Exército sírio lançaram uma ofensiva contra regiões controladas por rebeldes nos arredores de Damasco com caças e mísseis no domingo, segundo ativistas, matando ao menos 10 pessoas e deixando dezenas feridas, em uma operação para impedir que os manifestantes fechem o cerco à capital.

Os rebeldes planejavam se mover para o centro da cidade a partir de seus redutos na periferia. Os conflitos têm sido intensos. O Exército enviou reforços depois de uma semana de avanços rebeldes, incluindo a captura de duas bases militares perto da capital.

Ativistas disseram que os ataques de mísseis no domingo mataram ao menos 10 pessoas na cidade de Deir al-Asafir (12 quilômetros a leste de Damasco). Um vídeo divulgado por ativistas da cidade mostra ao menos cinco corpos, um deles de um menino e outro de um idoso. Outros corpos estavam enrolados em lençóis brancos manchados de sangue.

Um outro vídeo mostra fumaça no horizonte e alguns edifícios em chamas. Relatos da oposição são difíceis de verificar, porque o governo restringe o acesso da mídia na Síria.

O levante sírio de 20 meses se intensificou nos últimos meses, e ativistas dizem que mais de 40 mil pessoas já morreram. Mais de 200 pessoas foram mortas no sábado, de acordo com o Observatório Sírio para Direitos Humanos, organização ligada à oposição, com ao menos 43 mortos nos arredores de Damasco e seus subúrbios.

Fontes de segurança sírias e contatos diplomáticos disseram à Reuters que a ofensiva das forças do governo nesta semana tem a intenção de isolar o centro de Damasco dos subúrbios.

A operação do Exército parece ter mitigado a avanço dos rebeldes para o centro da capital até o momento. Mas nenhum dos lados ganhou terreno nos últimos dias, e a luta continua ao longo da periferia da cidade, apesar do intenso bombardeio pelas forças leais ao presidente Bashar al-Assad.

Os confrontos nos arredores do Aeroporto Internacional de Damasco entraram no quarto dia no domingo. O local está fechado desde quinta-feira quando o Exército tentou encurralar os rebeldes. Eles dizem que a estrada do aeroporto se transformou em um campo de batalha.   Continuação...