December 2, 2012 / 6:28 PM / 5 years ago

Exército sírio promove ofensiva contra redutos rebeldes

4 Min, DE LEITURA

Por Erika Solomon

BEIRUTE, 2 Dez (Reuters) - Forças do Exército sírio lançaram uma ofensiva contra regiões controladas por rebeldes nos arredores de Damasco com caças e mísseis no domingo, segundo ativistas, matando ao menos 10 pessoas e deixando dezenas feridas, em uma operação para impedir que os manifestantes fechem o cerco à capital.

Os rebeldes planejavam se mover para o centro da cidade a partir de seus redutos na periferia. Os conflitos têm sido intensos. O Exército enviou reforços depois de uma semana de avanços rebeldes, incluindo a captura de duas bases militares perto da capital.

Ativistas disseram que os ataques de mísseis no domingo mataram ao menos 10 pessoas na cidade de Deir al-Asafir (12 quilômetros a leste de Damasco). Um vídeo divulgado por ativistas da cidade mostra ao menos cinco corpos, um deles de um menino e outro de um idoso. Outros corpos estavam enrolados em lençóis brancos manchados de sangue.

Um outro vídeo mostra fumaça no horizonte e alguns edifícios em chamas. Relatos da oposição são difíceis de verificar, porque o governo restringe o acesso da mídia na Síria.

O levante sírio de 20 meses se intensificou nos últimos meses, e ativistas dizem que mais de 40 mil pessoas já morreram. Mais de 200 pessoas foram mortas no sábado, de acordo com o Observatório Sírio para Direitos Humanos, organização ligada à oposição, com ao menos 43 mortos nos arredores de Damasco e seus subúrbios.

Fontes de segurança sírias e contatos diplomáticos disseram à Reuters que a ofensiva das forças do governo nesta semana tem a intenção de isolar o centro de Damasco dos subúrbios.

A operação do Exército parece ter mitigado a avanço dos rebeldes para o centro da capital até o momento. Mas nenhum dos lados ganhou terreno nos últimos dias, e a luta continua ao longo da periferia da cidade, apesar do intenso bombardeio pelas forças leais ao presidente Bashar al-Assad.

Os confrontos nos arredores do Aeroporto Internacional de Damasco entraram no quarto dia no domingo. O local está fechado desde quinta-feira quando o Exército tentou encurralar os rebeldes. Eles dizem que a estrada do aeroporto se transformou em um campo de batalha.

"O Exército Livre sírio está atacando os reforços que tentam entrar no aeroporto para ajudar as forças do regime... Há confrontos ao longo da estrada do aeroporto", disse Abu Nidal, um porta-voz rebelde em Damasco, falando por Skype.

Os rebeldes dizem querer controlar o aeroporto, porque o Exército usa o local para receber armas. Relatórios de inteligência ocidentais no início deste ano afirmam que o Irã, principal aliado de Assad, estava usando aviões civis para levar equipamentos militares e pessoal através do espaço aéreo iraquiano para a Síria.

Carro-Bomba Em Homs

Na cidade central síria de Homs, um carro-bomba matou ao menos 15 pessoas e feriu outras 24 no domingo, informou a agência de notícias oficial SANA. A explosão no distrito de Hamra também danificou muitos prédios residenciais próximos.

Houve um aumento no número de carros-bomba em todo o país. O Observatório, baseado no Reino Unido, com uma rede de ativistas em toda a Síria, informou que quatro carros-bomba explodiram no sábado.

A violência tem aumentado na Síria particularmente desde que os rebeldes começaram a contestar o controle de Assad em torno da capital e na maior cidade da Síria, Aleppo, mas potências estrangeiras permanecem em um impasse.

Países ocidentais apoiam a oposição, mas a Rússia, principal fornecedora de armas da Síria, e a China bloquearam três resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas condenando Assad e rejeitaram sanções contra o governo sírio.

Assad, cuja família governa a Síria há quatro décadas, diz estar combatendo militantes radicais islâmicos financiados pelo Ocidente e pelos países árabes do Golfo. A televisão estatal disse no domingo que o Exército estava "eliminando os terroristas da Al-Qaeda" em vários subúrbios que cercam Damasco, incluindo o reduto rebelde de Daraya.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below