IPC-S desacelera para 0,45% em novembro ante outubro

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012 10:10 BRST
 

SÃO PAULO, 3 Dez (Reuters) - O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou para uma alta de 0,45 por cento na quarta quadrissemana de novembro, que corresponde ao fechamento do mês, depois de encerrar outubro com elevação de 0,48 por cento, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Entretanto, houve aceleração dos preços em relação à terceira quadrissemana de novembro, quando o indicador havia apresentado elevação de 0,38 por cento, devido principalmente ao grupo Alimentos.

No acumulado do ano, o IPC-S registra alta de 5,05 por cento e, nos últimos 12 meses, de 5,89 por cento, de acordo com a FGV.

Cinco dos oito grupos que compõem o indicador aceleraram a alta de preços ante a terceira quadrissemana de novembro. A principal contribuição para este resultado partiu do grupo Alimentação, que acelerou de 0,18 para 0,53 por cento na quarta quadrissemana de novembro.

Nesta classe de despesa, destacaram-se os itens hortaliças e legumes (-11,94 para -9,43 por cento) e carnes bovinas (-1,12 para -0,02 por cento).

Também mostraram aceleração os preços de Habitação (0,51 para 0,59 por cento), Vestuário (0,83 para 1,02 por cento), Despesas Diversas (0,20 para 0,34 por cento) e Educação, Leitura e Recreação (0,67 para 0,72 por cento).

Por sua vez, registraram decréscimo nas taxas de variação, na comparação com a terceira quadrissemana, os grupos Transportes (0,22 para 0,03 por cento), Saúde e Cuidados Pessoais (0,52 para 0,42 por cento) e Comunicação (0,08 para 0,04 por cento).

Apesar do resultado, a expectativa para este final de ano é de que os preços dos produtos agropecuários recuem, o que já vem acontecendo no atacado.

Na semana passada, o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) registrou queda de 0,03 por cento em novembro, ante variação positiva de 0,02 por cento em outubro, influenciado principalmente pelo recuo dos preços no atacado e pela desaceleração dos alimentos no varejo.

(Por Camila Moreira)

 
Vegetais são expostos em Mercado no Rio de Janeiro. Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou para uma alta de 0,45 por cento na quarta quadrissemana de novembro, que corresponde ao fechamento do mês, e a principal contribuição para este resultado partiu do grupo Alimentação. 08/02/2011 REUTERS/Ricardo Moraes