3 de Dezembro de 2012 / às 18:43 / em 5 anos

Exportação de milho do Brasil em novembro tem novo recorde

SÃO PAULO, 3 Dez (Reuters) - As exportações de milho do Brasil seguem batendo recordes mensais em meio a uma forte demanda internacional, após reduções de safras em outros países produtores, mostraram dados oficiais divulgados nesta segunda-feira.

Os embarques do cereal somaram um 3,9 milhões de toneladas em novembro, superando o recorde de 3,66 milhões de toneladas registrado em outubro, informou a Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

O volume é quase quatro vezes maior que o registrado em novembro de 2011, quando as vendas ao exterior foram de 907 mil toneladas.

O resultado consolida 2012 como um ano histórico nas exportações de milho para o Brasil, com um volume de 16,98 milhões de toneladas, bem acima do recorde anterior, de 10,9 milhões de toneladas nos 12 meses de 2007, e acima das 9,46 milhões de toneladas do ano passado.

O país produziu um recorde superior a 72,5 milhões de toneladas na safra passada, em meio a uma disparada no mercado internacional com a quebra de safra dos Estados Unidos, uma redução na produção da Argentina, o câmbio favorável às vendas externas e com estoques abundantes no Brasil.

O volume exportado em novembro rendeu 1,07 bilhão de dólares, com a tonelada do milho sendo vendida a 273,8 dólares na média diária.

MENORES VOLUMES DE SOJA, CAFÉ E AÇÚCAR

Na direção oposta do milho, a soja --cujos estoques estão baixos após vendas intensas nos últimos meses-- registrou forte queda nos embarques em novembro ante outubro.

No último mês foram exportadas 259 mil toneladas da oleaginosa, contra 906,9 mil toneladas no mês anterior e 1,76 milhão de toneladas em novembro de 2011

Com a aproximação do fim da safra de cana no centro-sul do Brasil e com o registro de chuvas em São Paulo, onde encontra-se o principal porto de escoamento de açúcar, os embarques do adoçante também recuaram.

Em novembro, segundo o Secex, foram embarcadas 2,3 milhões de toneladas, contra 3,17 milhões de toneladas em outubro E 2,12 milhões em novembro de 2011.

O café, cujos preços no mercado internacional estão perto da mínima de dois anos e meio, teve leve retração nos embarques de novembro, com 2,5 milhões de sacas de 60 kg.

Em outubro, o país havia exportado 2,67 milhões de sacas. Já em novembro de 2011, apesar do ano de safra baixa do ciclo bianual dos cafezais, as exportações somaram 2,78 milhões de sacas.

Segundo o Secex, a saca de foi vendida a 211,1 dólares na média diária, contra 213,9 dólares em outubro e 288,7 dólares um ano atrás.

Por Gustavo Bonato

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below