Mortos por tufão nas Filipinas sobem a 230; centenas de desaparecidos

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 09:49 BRST
 

MANILA, 5 Dez (Reuters) - O número de mortos pelo mais forte tufão a atingir as Filipinas este ano aumentou nesta quarta-feira para cerca de 230, e ainda há centenas de desaparecidos em deslizamentos de terra e enchentes, conforme a tempestade continuou o caminho destruidor pela ilha.

O tufão Bopha, com ventos centrais de 120 km/h e rajadas de até 150 km/h, atingiu resorts de praia e áreas de mergulho no norte de Palawan nesta quarta, mas houve poucos danos, à medida que a tempestade começou a enfraquecer.

Os locais mais atingidos foram a as cidades agrícolas, litorâneas e mineradoras na região de Mindanao, no sul do país, onde o Bopha atingiu o continente na terça-feira, destruindo casas, causando deslizamentos de terra e inundações repentinas, matando pelo menos 230 pessoas.

Arthur Uy, governador de Compostela Valley, a província mais atingida, em Mindanao, disse que água e lama das montanhas invadiram edifícios escolares, quadras cobertas, prédios públicos e centros de saúde, onde os moradores haviam buscado abrigo. O número de mortos na província era de 150.

"As águas vieram tão de repente e inesperadamente, e os ventos eram tão ferozes, que agravaram a perda de vidas e os meios de subsistência", disse Uy à Reuters em uma entrevista por telefone.

Danos à agricultura e infraestrutura na província de Compostela Valley podem chegar a pelo menos 4 bilhões de pesos (98 milhões de dólares), com o tufão destruindo de 70 a 80 por cento das plantações, a maioria de banana para exportação, disse Uy.

Cerca de 60 pessoas morreram apenas no município de New Bataan e em torno de 245 ainda estavam desaparecidas, disse Uy, acrescentando que a área foi inicialmente isolada por bloqueios de estradas.

Cerca de 20 tufões atingem as Filipinas anualmente, muitas vezes causando morte e destruição. O tufão Washi matou 1.500 pessoas em Mindanao, também em dezembro, no ano passado.

(Reportagem de Rosemarie Francisco e Manny Mogato)

 
Moradores carregam corpo de vítima após inundações repentinas provocadas pelo tufão Bopha, na cidade de New Bataan, em Compostela Valley, sul das Filipinas. 5/12/2012 REUTERS/Erik De Castro