Obama diz que propostas republicanas colocariam beneficentes em risco

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 09:59 BRST
 

Por Mark Felsenthal e Jeff Mason

WASHINGTON, 5 Dez (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, alertou na terça-feira que as propostas tributárias republicanas poderiam provocar um colapso de hospitais e universidades que se beneficiam de deduções filantrópicas.

"Houve muitas conversas que, de alguma forma, nós podemos arrecadar 800 bilhões ou 1 trilhão de receita apenas fechando lacunas e deduções", disse Obama em entrevista à TV Bloomberg. "O único jeito de fazer isso seria se você eliminasse completamente, por exemplo, as deduções filantrópicas."

Autoridades do alto escalão da administração Obama encontraram-se com representantes das maiores instituições beneficentes do país na Casa Branca, na terça-feira, para falar sobre o caso, informou um funcionário da Casa Branca.

O presidente e congressistas republicanos estão em confronto sobre como evitar o chamado "abismo fiscal", um aumento de impostos e corte nos gastos que pode lançar a economia de volta para a recessão. Ambos os lados estão em um impasse sobre a insistência de Obama de acabar com os cortes de impostos promulgados no mandato do ex-presidente George W. Bush para os 2 por cento dos norte-americanos mais ricos.

Os republicanos são contra qualquer aumento de impostos, porém afirmam que estão dispostos a concordar com uma receita adicional de 800 bilhões de dólares para ajudar a aliviar o enorme déficit orçamentário, que ambos os lados querem controlar.

Entretanto, as propostas do presidente da Câmara dos Deputados, John Boehner, diminuiriam os impostos, e não os aumentaria, e se apoiariam por sua vez em fechar as lacunas e eliminar as deduções tributárias.

Obama disse na terça-feira que acredita que não mais de 300 a 400 bilhões de dólares em receita adicional poderiam ser levantados por meio da proposta republicana.

 
Presidente dos EUA, Barack Obama, acena no jardim da Casa Branca, em Washington. Obama alertou que as propostas tributárias republicanas poderiam provocar um colapso de hospitais e universidades que se beneficiam de deduções filantrópicas. 30/11/2012 REUTERS/Yuri Gripas