BCE deve manter juros, mas tende a reduzir perspectivas

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 07:44 BRST
 

FRANKFURT, 6 Dez (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) deve deixar a taxa de juros inalterada nesta quinta-feira, mas pode indicar --com estimativas mais pessimistas para a zona do euro-- que política tomará em 2013.

Desde que apresentou em setembro um novo plano de compra de títulos, o BCE evitou mais ações até que o programa entre em vigor. Essa espera deve continuar, uma vez que a Espanha resiste à pressão para pedir um resgate --uma condição para o BCE comprar os títulos do país.

Os mercadores devem se focar nas novas estimativas econômicas do BCE em busca de indicações de qual será a política monetária. Com certeza o banco reduzirá a perspectiva de crescimento para este e o próximo ano, uma vez que a crise da zona do euro afetou a economia de forma generalizada, incluindo a Alemanha.

A reunião do Conselho do BCE começou pouco depois das 6h (de Brasília).

Como as taxas de juros variam bastante entre os 17 países do bloco, o BCE está focado em determinar o que chama de "mecanismo de transmissão" para passar à frente as próprias taxas antes de pensar em reduzir os custos de empréstimos oficiais, já em uma mínima recorde de 0,75 por cento.

"Não acreditamos em nenhuma mudança nas taxas", disse o analista do Danske Bank Anders Mollers.

Apenas alguns dos 71 economistas consultados pela Reuters disseram que o BCE vai reduzir sua principal taxa, para 0,5 por cento.

(Reportagem de Sakari Suoninen)