8 de Dezembro de 2012 / às 11:59 / 5 anos atrás

Exército egípcio pede diálogo para evitar "túnel escuro"

Um soldado monta guarda com sua arma no principal portão que leva à pirâmida de Saqqara, no sul do Cairo, Egito. As forças armadas do Egito conclamaram as forças políticas rivais do país a resolver suas disputas por meio do diálogo e disseram que, do contrário, o país pode ser arrastado para um "túnel escuro", o que elas não permitirão. 20/09/2012 REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

CAIRO, 8 Dez (Reuters) - As forças armadas do Egito conclamaram as forças políticas rivais do país a resolver suas disputas por meio do diálogo e disseram que, do contrário, o país pode ser arrastado para um “túnel escuro”, o que elas não permitirão.

A declaração do porta-voz dos militares, lida na rádio e TV estatais, não fez menção ao presidente Mohamed Mursi, mas ressalta que a solução para a crise política no Egito não pode contradizer “a legalidade e as regras da democracia”.

O porta-voz disse que a tarefa das forças armadas era a de proteger os interesses nacionais e garantir a segurança das instituições fundamentais do Estado.

Reportagem de Tamim Elyan

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below