Líder do Hamas jura nunca reconhecer Israel

sábado, 8 de dezembro de 2012 14:17 BRST
 

GAZA, 8 Dez (Reuters) - O líder do Hamas, Khaled Meshaal, em sua primeira visita à Faixa de Gaza, prometeu no sábado nunca reconhecer Israel e disse que seu grupo islâmico jamais abandonaria sua reivindicação de todo o território israelense.

"A Palestina é nossa do rio para o mar e do sul para o norte. Não haverá concessão de uma polegada de terra", disse ele a um mar de defensores em um comício ao ar livre, o destaque de seus três dias de estadia em Gaza.

"Nunca vamos reconhecer a legitimidade da ocupação israelense e, portanto, não há legitimidade para Israel, não importa quanto tempo vá demorar".

Em um discurso intransigente, Meshaal também prometeu libertar prisioneiros palestinos detidos em Israel, indicando que militantes islâmicos tentariam sequestrar soldados israelenses para usá-los como moeda de troca.

Israel libertou 1.027 palestinos de suas prisões no ano passado, em troca da libertação de Gilad Shalit, um soldado recruta que foi capturado por guerrilheiros palestinos em 2006 e escondido por mais de cinco anos em Gaza.

Milhares de prisioneiros palestinos permanecem em Israel. O Estado judeu diz que muitos deles são terroristas. Hamas chama-os de combatentes da liberdade.

"Nós não vamos descansar até libertarmos os prisioneiros. A maneira que libertamos alguns dos prisioneiros no passado é o caminho que vamos usar para libertar os prisioneiros restantes", disse Meshaal, sob aplausos da multidão que havia se reuniu para vê-lo.

(Por Nidal al-Mughrabi)

 
O líder do Hamas, Khaled Meshaal, comparece a um comício marcando o 25o aniversário da fundação do Hamas, na cidade de Gaza. 8/12/2012 REUTERS/Ahmed Jadallah