Embraer vê recuperação de vendas em 2013 com pedidos nos EUA

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012 19:27 BRST
 

Por Brad Haynes e Cesar Bianconi

SÃO PAULO, 12 Dez (Reuters) - A fabricante de jatos Embraer confia em recompor sua carteira de pedidos no ano que vem com duas novas ofertas: o cargueiro militar KC-390 e a família remotorizada de seus aviões regionais.

Com expectativa de aprovação do plano e do fornecedor para o novo motor dos E-Jets "nos próximos meses", a Embraer planeja impulsionar as vendas de seus aviões regionais, disse o presidente da Embraer Aviação Comercial, Paulo Cesar de Souza e Silva, durante almoço de fim de ano com jornalistas nesta quarta-feira.

A atual família de E-Jets fez da Embraer a maior produtora mundial de jatos regionais, mas a rival Bombardier conseguiu uma grande encomenda da Delta Air Lines na semana passada, ajudando a canadense a liderar as vendas no segmento até aqui em 2012.

A Embraer espera voltar à carga com sua próxima geração de E-Jets, com expectativa de oferecer até 15 por cento de economia de combustível, mas também está apostando em sua unidade de defesa para compensar os ciclos voláteis na aviação comercial.

A empresa deve ter um preço definido para seu cargueiro KC-390 no primeiro trimestre de 2013, permitindo o início de campanhas de vendas e a assinatura de contratos firmes com forças aéreas de diversos países que assinaram cartas de intenção para comprar a aeronave, disse o presidente da Embraer Defesa e Segurança, Luiz Carlos Aguiar.

Neste ano, a unidade de defesa deve ter receita em torno de 1 bilhão de dólares, acima da projeção inicial da Embraer, de 950 milhões de dólares.

Ainda sobre 2012, o presidente-executivo da Embraer, Frederico Curado, disse que a empresa está "bastante próxima" de atingir as metas para receita e margens.

Em fevereiro, a Embraer previu receita líquida de 5,8 bilhões a 6,2 bilhões de dólares para este ano.   Continuação...