Setor privado alemão expande pela 1a vez desde abril--PMI

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012 07:45 BRST
 

BERLIM, 14 Dez (Reuters) - A atividade do setor de serviços da Alemanha saltou em dezembro, ajudando o setor privado a expandir pela primeira vez desde abril, em um sinal de que a maior economia da Europa pode escapar de uma contração no quarto trimestre, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI preliminar composto do Markit, que mede a atividade tanto da indústria quanto de serviços, subiu para 50,5 em dezembro contra 49,2 no mês anterior, acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

"Considerando que antes estávamos bastante preocupados de que veríamos uma contração no quarto trimestre, os riscos foram bastante reduzidos agora", disse o economista do Markit Chris Williamson.

"Ainda pode ser que vejamos uma pequena contração de 0,1 por cento no quarto trimestre, mas provavelmente será uma estagnação com base nesses números."

"Se isso continuar, veremos o Produto Interno Bruto (PIB) subir a uma taxa razoável, embora não espetacular, no primeiro trimestre, tornando a Alemanha um motor para o crescimento no resto da região", completou ele.

A Alemanha mostrou-se amplamente imune aos dois primeiros anos da crise da zona do euro, mas a sua resiliência enfraqueceu, com o crescimento desacelerando para 0,2 por cento no terceiro trimestre. Economistas esperam que a Alemanha se contraia nos três últimos meses do ano.

O índice que acompanha a indústria caiu para 46,3 em dezembro contra 46,8 no mês anterior, permanecendo abaixo da marca de 50 mas aquém da expectativa em pesquisa da Reuters de 47,2.

Já o índice de atividade empresarial no setor de serviços, que responde por cerca de 70 por cento da economia, subiu para 52,1 em dezembro ante 49,7 em novembro, superando a expectativa de 50,0.

(Reportagem de Sarah Marsh)