16 de Dezembro de 2012 / às 12:37 / 5 anos atrás

Corinthians se impõe sobre o Chelsea e conquista o Mundial de Clubes

Jogadores do Corinthians comemoram conquista do Mundial de Clubes da Fifa após a vitória por 1x0 contra o Chelsea em Yokohama, neste domingo.

Por Alastair Himmer

YOKOHAMA, Japão (Reuters) - Com um gol do peruano Paolo Guerrero aos 24 minutos do segundo tempo, o campeão sul-americano Corinthians derrotou o inglês Chelsea e conquistou o Mundial de Clubes neste domingo.

O Chelsea, que sofria pressão para garantir o torneio depois de se tornar o primeiro detentor do título da Liga dos Campeões a ser eliminado na fase de grupos, perdeu uma série de chances de vencer a final.

"É uma sensação incrível", disse Guerrero, cujo gol desencadeou uma comemoração intensa entre os mais de 15 mil brasileiros que viajaram para o Japão e se misturaram à plateia de 68 mil espectadores.

"Vencer diante de tantos torcedores corinthianos que vieram até aqui é tremendo, inacreditável". Gary Cahill, expulso no último minuto, Fernando Torres e Victor Moses foram contidos pelas defesas brilhantes do goleiro Cássio, vencedor da Bola de Ouro, em uma partida dominada boa parte do tempo pelo time inglês.

O Corinthians, que se sagrou campeão do mundo pela primeira vez em 2000, pegou o Chelsea de surpresa quando o atacante Guerrero aproveitou um chute de Danilo desviado para o alto pela chuteira de Cahill e cabeceou na cara do gol.

"Saímos com uma sensação ruim depois de criar chances suficientes para pelo menos empatar o jogo", declarou o capitão do Chelsea, Frank Lampard. "É uma grande decepção vir até aqui e não vencer".

"Sabíamos que seria um jogo duro e sabíamos o que eles iriam mostrar", acrescentou Lampard, em sua primeira atuação desde que se recuperou de uma contusão.

"Agora temos que voltar e vencer uma sequência de partidas para nos manter na luta no Campeonato Inglês e seguir em cada competição. Temos que fazer isso".

Clubes europeus foram campeões nos cinco últimos Mundiais, e Rafael Benítez, técnico interino do Chelsea, levou o troféu com a Inter de Milão em 2010 e um vice-campeonato com o Liverpool em 2005.

O espanhol, uma escolha impopular entre os torcedores do Chelsea após a demissão de Roberto Di Matteo no mês passado, pode ser hostilizado no retorno para casa depois do fracasso de sua equipe no Japão.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below