BC projeta déficit em transações correntes de US$65 bi em 2013

terça-feira, 18 de dezembro de 2012 14:22 BRST
 

BRASÍLIA, 18 Dez (Reuters) - O Banco Central projeta para este e o próximo ano que o déficit em transações correntes será financiado pelo Investimento Estrangeiro Direto (IED), apesar de a previsão para 2013 ser de piora nas contas externas por maiores remessas de lucros e dividendos e menor saldo comercial.

A previsão é que o saldo negativo em conta corrente fechará 2013 em 65 bilhões de dólares e 2012, em 52,5 bilhões de dólares. Até então, a autoridade monetária previa que, neste ano, o rombo nas contas externas seria de 53 bilhões de dólares.

Para o ano que vem, a previsão é que as remessas de lucros e dividendos fiquem em 30 bilhões de dólares, acima dos 23,7 bilhões de dólares previstos para este ano. As contas para este ano, até então, apontavam remessas líquidas de 24 bilhões de dólares

O BC também mudou suas estimativas para o superávit da balança comercial para este ano, a 19 bilhões de dólares, ante 18 bilhões de dólares. Para 2013, no entanto, a autoridade monetária prevê que o saldo positivo cairá para 17 bilhões de dólares.

Já as despesas de brasileiros no exterior com viagens superará o de estrangeiros no Brasil em 16,3 bilhões de dólares em 2013, contra 15,5 bilhões de dólares este ano.

O BC previu ainda que o Investimento Estrangeiro Direto (IED) ficará em 65 bilhões de dólares no ano que vem e, em 2012, em 63 bilhões de dólares. Neste caso, a conta anterior era de 60 bilhões de dólares.

O BC piorou muito suas projeções sobre os investimentos estrangeiros em ações negociadas no Brasil e lá fora neste ano, passando de 7 bilhões de dólares a apenas 3,5 bilhões de dólares. Para 2013, calcula que eles ficarão em 5 bilhões de dólares.

(Por Tiago Pariz)

 
Imagem ilustrativa de notas do real tirada em Brasília, em dezembro de 2010. Banco Central projeta para este e o próximo ano que o déficit em transações correntes será financiado pelo Investimento Estrangeiro Direto (IED), apesar de a previsão para 2013 ser de piora nas contas externas por maiores remessas de lucros e dividendos e menor saldo commercial. 13/12/2010 REUTERS/Ricardo Moraes