IPCA-15 acelera a 0,69% em dezembro e fecha ano com alta de 5,78%

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012 16:17 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO, 19 Dez (Reuters) - Os preços de despesas pessoais e alimentos impulsionaram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) para a maior alta em mais de um ano e meio em dezembro, fechando 2012 bem acima do centro da meta oficial, o que deve manter o Banco Central ainda mais vigilante no início de 2013.

De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a prévia da inflação oficial no país subiu 0,69 por cento em dezembro, maior avanço desde maio de 2011 (+0,70 por cento), ante alta de 0,54 por cento em novembro.

Com isso, o indicador fechou o ano com avanço de 5,78 por cento, acima do centro da meta do governo, de 4,5 por cento pelo IPCA, mas abaixo do acumulado de 2011 (+6,56 por cento). Nos 12 meses encerrados em novembro, a alta era de 5,64 por cento.

O resultado ficou um pouco acima da expectativa de analistas. Pesquisa realizada pela Reuters apontou que o indicador subiria 0,66 por cento em dezembro ante novembro, de acordo com a mediana das previsões de 32 analistas.

O atual cenário de inflação não altera, por enquanto e segundo analistas, a perspectiva de que a Selic deve permanecer por um período prolongado na atual mínima histórica de 7,25 por cento ao ano. Entretanto, deve deixar o BC em modo de alerta.

"O BC vai ficar atento, e se a inflação começar a se desgarrar muito, vai ter de agir de alguma forma. O problema será o momento disso", avaliou o economista da Austin Rating Rafael Leão.

Para ele, o IPCA deve encerrar 2012 com alta de 5,7 por cento, ante 6,5 por cento em 2011, e uma mudança na política monetária só aconteceria no segundo semestre de 2013.

O Relatório Trimestral de Inflação, a ser divulgado na quinta-feira, deve adotar o mesmo tom visto na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), segundo a economista-chefe da Icap, Inês Filipa.   Continuação...

 
Um cliente observa produtos de carne no Mercado Municipal em São Paulo. Os preços de despesas pessoais e alimentos impulsionaram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) para a maior alta em mais de um ano e meio em dezembro, fechando 2012 bem acima do centro da meta oficial, o que deve manter o Banco Central ainda mais vigilante no início de 2013. 4/2/2012 REUTERS/Nacho Doce