Nova Constituição egípcia é aprovada por 63,8%--comitê eleitoral

terça-feira, 25 de dezembro de 2012 16:51 BRST
 

CAIRO, 25 Dez (Reuters) - A nova Constituição do Egito, elaborada por partidários islâmicos do presidente Mohamed Mursi, foi aprovada por 63,8 por cento dos votantes em referendo de dois turnos, afirmou o Supremo Comitê Eleitoral nesta terça-feira.

O resultado ficou em linha com uma contagem extraoficial feita pela Irmandade Muçulmana de Mursi.

"Investigamos arduamente todas as denúncias", afirmou o juiz Samir Abu el-Matti, do Supremo Comitê Eleitoral em entrevista coletiva. O comparecimento oficial final foi de 32,9 por cento.

(Reportagem de Marwa Awad e Yasmine Saleh)

 
Autoridades contam votos após urnas serem fechadas em Bani Sweif, no Egito. A nova Constituição do Egito, elaborada por partidários islâmicos do presidente Mohamed Mursi, foi aprovada por 63,8 por cento dos votantes em referendo de dois turnos. 22/12/2012 REUTERS/Stringer