Tempestade de neve atinge Nordeste dos EUA e voos são cancelados

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 20:40 BRST
 

Por Neale Gulley

BUFFALO, Estados Unidos, 27 Dez (Reuters) - Uma tempestade de inverno potente, responsável por ventos, neve, tornados e acidentes de trânsito, atingiu o nordeste dos Estados Unidos nesta quinta-feira, cancelando centenas de voos, mas também revivendo o que vinha sendo uma temporada de esqui sem neve.

A tempestade lançou 30 centímetros de neve sobre partes do país, com a nevasca mais pesada caindo no norte de Nova York e por toda a Nova Inglaterra, divulgou o Serviço Nacional de Meteorologia.

"É adorável ter uma neve maravilhosa para as crianças brincarem, e eu acho que é o tipo de neve que é boa para fazer fortes e bonecos de neve", disse Katryna Nields, musicista de Conway, Massachusetts, que estava fora de sua casa tirando a neve com uma pá.

"É bem o tipo de neve que se quer entre o Natal e o Ano Novo", acrescentou.

O Serviço Nacional de Meteorologia divulgou alertas de tempestade de inverno para partes da Pensilvânia, Nova Jersey, Nova York e Nova Inglaterra, e alertas de inundações costeiras de Long Island, em Nova York, até o sul do Maine.

As empresas aéreas cancelaram perto de 700 voos na quinta-feira, depois que 1.500 voos foram cancelados na quarta-feira, segundo a FlightAware.com, um site que rastreia voos.

Alguns voos para e de três principais aeroportos na área da cidade de Nova York --Newark Liberty International, John F. Kennedy International e LaGuardia-- sofreram atrasos devido ao clima, disse a Agência Federal de Administração.

O serviço meteorológico previu 30 a 46 centímetros de neve no norte da Nova Inglaterra, acompanhados por chuva congelante e granizo, criando perigo nas rodovias e nas pistas dos aeroportos.   Continuação...

 
Pessoas ajudam a empurrar um carro preso na neve em Cedar Falls, nos EUA. Uma tempestade de inverno potente, responsável por ventos, neve, tornados e acidentes de trânsito, atingiu o nordeste dos Estados Unidos nesta quinta-feira, cancelando centenas de voos, mas também revivendo o que vinha sendo uma temporada de esqui sem neve. 20/12/2012 REUTERS/Matthew Putney/The Waterloo Courier/Handout