Adversários desprezam "plano de paz" do presidente da Síria

domingo, 6 de janeiro de 2013 15:43 BRST
 

Por Peter Graff e Erika Solomon

BEIRUTE, 6 Jan (Reuters) - O presidente sírio Bashar al-Assad rejeitou neste domingo negociações de paz com seus inimigos, em um discurso desafiador descrito por seus adversários como uma renovada declaração de guerra.

Embora o discurso tenha sido anunciado como o lançamento de um novo plano de paz, Assad não ofereceu concessões e até mesmo pareceu endurecer muitas de suas posições. Ele chamou o povo sírio para "uma guerra para defender a nação" e menosprezou as expectativas de negociações.

"Nós não rejeitamos diálogos políticos ... mas com quem devemos dialogar? Com extremistas que não acreditam em outra língua além do assassinato e do terrorismo?" perguntou Assad a apoiadores que lotavam o Damasco Opera House para ouvir o primeiro discurso do presidente desde junho.

"Devemos falar com gangues recrutadas no exterior que seguem ordens de estrangeiros? Deveríamos dialogar oficialmente com um fantoche feito pelo Ocidente, que tem seu discurso roteirizado?", questionou.

Foi o primeiro discurso público de Assad a uma audiência em seis meses. Desde o último, os rebeldes chegaram à periferia da capital.

O vice-presidente da Coalizão Nacional de oposição, George Sabra, disse à Reuters que o plano de paz que Assad citou no centro de seu discurso "nem sequer merece ser chamado de iniciativa":

"Nós devemos vê-lo (o plano) mais como uma declaração de que ele vai continuar com sua guerra contra o povo sírio", disse Sabra.

"A resposta adequada é continuar a resistir a este regime inaceitável e para o Exército Síria Livre continuar seu trabalho na de libertação da Síria até que cada centímetro de terra esteja livre."   Continuação...

 
Presidente sírio Bashar al-Assad discursa na Opera House de Damasco. Assad rejeitou neste domingo negociações de paz com seus inimigos, em um discurso desafiador descrito por seus adversários como uma renovada declaração de guerra. 06/01/2013 REUTERS/Sana