Produção de açúcar cairá em 13/14; etanol terá salto

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 16:55 BRST
 

SÃO PAULO, 7 Jan (Reuters) - A produção de açúcar do centro-sul do Brasil na nova temporada (2013/14) cairá 2,7 por cento, enquanto a produção de etanol terá um salto de quase 20 por cento, com um crescimento da colheita de cana e as usinas direcionando um volume maior da matéria-prima para a produção do biocombustível, previu a consultoria Safras & Mercado nesta segunda-feira.

A primeira previsão de safra 13/14 realizada pela consultoria aponta um cenário favorável para as vendas externas do biocombustível, especialmente para os Estados Unidos.

"O mercado internacional está demandando muito etanol, e as usinas estão maciçamente focadas para a exportação, uma vez que o mercado interno gera prejuízo, tanto na venda de açúcar como pela venda de etanol", disse o analista de Safras, Maurício Lima Muruci, em relatório.

Segundo a sondagem, a produção total de etanol na principal região produtora de cana do Brasil deverá crescer expressivamente, passando de 19,80 bilhões de litros em 12/13 para 23,5 bilhões de litros em 13/14 (+18,7 por cento).

Já a produção de açúcar vai diminuir para 35 milhões de toneladas, contra as 36 milhões de toneladas indicadas para 2012/13.

Segundo a Safras, a colheita de cana do centro-sul --que responderá por mais de 90 por cento da produção do Brasil-- atingirá 600 milhões de toneladas em 13/14, um crescimento de 15,4 por cento sobre os números da temporada anterior.

A moagem da safra 13/14 do centro-sul começa oficialmente em abril.

Enquanto isso, a projeção para a produção geral de cana do país é de 630 milhões de toneladas, ante 613 milhões esperada para 2012/13.

Segundo o analista de Safras, a expectativa de incremento na safra de cana do centro-sul é ainda um reflexo do alto índice de renovação dos canaviais na região, após um período de fracos investimentos.   Continuação...