IPC-S acelera para alta de 0,77% na 1a quadrissemana de janeiro--FGV

terça-feira, 8 de janeiro de 2013 10:32 BRST
 

8 Jan (Reuters) - O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou para alta de 0,77 por cento na primeira quadrissemana de janeiro, depois de encerrar dezembro com elevação de 0,66 por cento, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

O indicador encerrou 2012 com alta acumulada de 5,74 por cento.

Sete dos oito grupos que compõem o índice aceleraram a alta de preços na primeira quadrissemana de janeiro: Alimentação (1,26 para 1,57 por cento), Educação, Leitura e Recreação (0,64 para 1,26 por cento), Despesas Diversas (1,60 para 2,20 por cento), Saúde e Cuidados Pessoais (0,50 para 0,58 por cento), Vestuário (0,60 para 0,64 por cento), Transportes (0,33 para 0,34 por cento) e Comunicação (0,03 para 0,04 por cento).

Nestas classes de despesas destacaram-se, respectivamente, os comportamentos de hortaliças e legumes (2,91 para 5,35 por cento), cursos formais (0,00 para 1,81 por cento), cigarros (3,85 para 5,09 por cento), médico (0,27 para 0,65 por cento), calçados masculinos (0,77 para 1,18 por cento), automóvel novo (-0,17 para -0,10 por cento) e mensalidade para Internet (-0,05 para 0,49 por cento).

Por sua vez, registrou decréscimo na taxa de variação o grupo Habitação, que teve alta de 0,26 por cento contra 0,42 por cento anteriormente. Nesta classe de despesa, o destaque partiu do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa de variação atingiu 0,12 por cento ante 0,87 por cento.

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) acelerou para alta de 0,66 por cento em dezembro, encerrando 2012 com avanço acumulado de 8,10 por cento.

Depois de chegarem a registrar deflação no ano passado, os preços no atacado voltaram a subir no final de 2012, ao mesmo tempo em que os do varejo aceleraram.

(Por Camila Moreira)

 
Vegetais são expostos em feira no Rio de Janeiro, em fevereiro de 2011. Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou para alta de 0,77 por cento na primeira quadrissemana de janeiro, depois de encerrar dezembro com elevação de 0,66 por cento, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). 08/02/2011 REUTERS/Ricardo Moraes REUTERS/Ricardo Moraes