Vale não vê "exuberância" no mercado de minério, diz CEO

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 19:36 BRST
 

BRASÍLIA, 10 Jan (Reuters) - O presidente da Vale, Murilo Ferreira, disse nesta quinta-feira que a recuperação nos preços do minério de ferro é importante, mas "não é nenhuma exuberância" comparada ao que se viu em 2008 e 2010.

Após uma mínima de três anos em setembro de 2012, os preços do minério dispararam nos últimos meses com expectativas de melhora na demanda por aço e redução de estoques nas siderúrgicas chinesas.

"Eu não estou vendo um cenário tão pessimista quanto o de setembro do ano passado e nem tão exuberante como tivemos em 2008 e 2010", disse ele a jornalistas após reunião com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília.

As importações de minério de ferro pela China bateram recordes em dezembro e no total de 2012. A maior demanda chinesa ajudou o preço do minério ganhar 25 por cento somente em dezembro, com os valores do mercado spot (à vista) atingindo quase 160 dólares a tonelada nesta semana, uma máxima de 15 meses.

"É uma recuperação importante, mas não é alguma coisa que pudesse trazer uma ascendência de preços permanente", ponderou.

Em setembro, a cotação atingiu o menor nível em três anos, mas desde aquele mês já acumula alta de 80 por cento.

Bancos de investimento aumentaram suas projeções para o preço do minério para este ano, com melhores perspectivas também para os resultados da maior produtora de minério de ferro do mundo.

A melhora no mercado de minério de ferro, na visão de Ferreira, ocorre pela recuperação na construção civil e no setor de equipamentos pesados na China, onde o cenário econômico é "muito mais favorável" do que no início do ano passado.

Ele citou também a recomposição dos estoques de minério e o anúncio da Arcellor Mittal de que religará dois fornos na Europa como um sinal "muito positivo".   Continuação...