Vice-presidente da Venezuela visita novamente Chávez em Cuba

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 19:34 BRST
 

CARACAS, 11 Jan (Reuters) - O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, viaja nesta sexta-feira a Cuba para visitar o presidente Hugo Chávez, internado há mais de um mês no país por causa de uma cirurgia contra o câncer, a quarta em 18 meses.

Chávez, de 58 anos, não é visto nem ouvido em público desde a cirurgia e sofreu várias complicações pós-operatórias, incluindo uma severa infecção pulmonar.

Ele faltou à própria posse, na quinta-feira, mas a Suprema Corte disse que ele poderá tomar posse posteriormente, o que teoricamente significa que ele pode permanecer no cargo durante semanas ou meses num hospital de Havana. Não há evidência concreta de que ele esteja consciente.

"Vou dar ao nosso comandante-em-chefe a boa notícia sobre como o povo está trabalhando, fazendo a revolução com coragem, disciplina e entusiasmo", disse Maduro pela televisão.

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, amiga e aliada do líder socialista, também estava em Cuba nesta sexta-feira e disse que pretendia levar uma Bíblia a Chávez.

Falando a repórteres no famoso Hotel Nacional, em Havana, ela anunciou um almoço com o presidente cubano, Raúl Castro, e o líder Fidel Castro, e, então, um provável encontro com familiares de Chávez.

"Essa não é uma viagem para fazer comentários ou dar entrevistas, mas simplesmente de solidariedade e amizade com alguém que é um amigo", disse Cristina.

Maduro disse que o presidente do Peru, Ollanta Humala, a quem chamou de "camarada em armas" de Chávez, também visitou Havana nesta sexta-feira.

Humala afirmou que estava em Havana para assinar vários acordos, mas que ele também perguntaria sobre o estado clínico de Chávez.   Continuação...