Companhias suspendem voos ao Irã devido à piora econômica do país

sábado, 12 de janeiro de 2013 15:25 BRST
 

LONDRES, 12 Jan (Reuters) - Duas empresas aéreas europeias anunciaram neste sábado que estão suspendendo seus voos para o Irã, um sinal de que o poder de compra dos iranianos, assim como sua economia, estão desmoronando com o peso das sanções ocidentais.

A Air France-KLM suspenderá sua linha Amsterdã-Teerã a partir de abril de 2013, disse um porta-voz da companhia. Atualmente a empresa faz quatro voos por semana para o Irã.

A Austrian Airlines, braço da alemã Deutsche Lufthansa, está cancelando seus voos para o Irã devido à falta de demanda, disse um porta-voz. O último voo da companhia de Viena a Teerã será em 13 de janeiro.

Ela costumava voar quatro vezes por semana para Teerã mas reduziu para três em novembro.

O rial iraniano perdeu cerca de dois terços de seu valor frente ao dólar no ano passado, após as sanções dos EUA ao seu banco central e o embargo da União Europeia ao petróleo iraniano, por conta do polêmico programa nuclear do Irã.

A depreciação tem feito com que bens importados e bilhetes aéreos internacionais fiquem mais caros para os iranianos.

Um porta-voz da Lufthansa disse que a companhia alemã continuará a voar para Teerã cinco vezes por semana. A italiana Alitalia também faz voos para o Irã, de acordo com seu website.

Os EUA e seus aliados na Europa temem que o Irã esteja tentando construir uma bomba sob o disfarce de um programa nuclear civil. O Irã diz que seu programa é puramente pacífico.

(Reportagem de Maria Sheahan, em Frankfurt, e Sara Webb, em Amsterdã)

 
Aviões das Linhas Aéreas Austríacas decolam no aeroporto internacional de Viena, em junho de 2012. Duas empresas aéreas europeias anunciaram que estão suspendendo seus voos para o Irã, um sinal de que o poder de compra dos iranianos, assim como sua economia, estão desmoronando com o peso das sanções ocidentais. 05/06/2012 REUTERS/Heinz-Peter Bader