Cias aéreas do Japão suspendem voos com Boeing 787 após incidente

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 11:56 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - Duas grandes companhias aéreas do Japão deixaram em terra suas respectivas frotas de jatos Boeing 787 Dreamliner nesta quarta-feira, após uma unidade do modelo ter feito um pouso de emergência no país, no mais novo incidente de uma série de problemas apresentados por um avião que muitos veem como o futuro da aviação comercial.

A All Nippon Airways disse que instrumentos a bordo de um voo doméstico detectaram erro de bateria, acionando alertas de emergência aos pilotos. Shigeru Takano, um importante membro da Agência de Aviação Civil, disse que um segundo alerta indicou presença de fumaça.

O incidente desta quarta-feira foi descrito por representante do Ministério dos Transportes do Japão, como "altamente sério", o que no meio de segurança internacional significa que poderia haver acidente.

Nos últimos dias, problemas como vazamentos de combustível, fogo em bateria, problemas elétricos, falha em computador de freio e rachaduras em janela do cockpit atingiram o primeiro avião do mundo com estrutura de compósito de carbono.

"Estamos perto do ponto em que eles precisam considerar isso como uma crise séria", afirmou Richard Aboulafia, analista sênior da Teal Group em Fairfax, nos Estados Unidos. "A visão das pessoas sobre o avião vai mudar se não tomarem uma medida rapidamente", acrescentou.

A ANA informou que suspendeu voos com todos os 17 Boeings 787 de sua frota. A empresa afirmou que a bateria no compartimento de carga dianteiro da aeronave afetada pelo problema é do mesmo tipo de íon de lítio que pegou fogo em outro Dreamliner nos Estados Unidos, na semana passada.

A Japan Airlines também suspendeu os voos com 787s previstos para quarta e quinta-feiras.

Ambas as empresas vão decidir na quinta-feira se retomarão os voos com o Dreamliner no dia seguinte. As duas operam quase metade dos 50 787s que a Boeing já entregou.

REVISÃO DETALHADA   Continuação...

 
All Nippon Airways e Japan Airlines suspenderam voos com Boeing 787 após novo incidente. Alguns sugerem que a pressa da companhia em compensar atrasos resultou nas falhas. 16/02/2013 REUTERS/Kyodo