Reféns na Argélia são obrigados a vestir explosivos, diz TV francesa

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 07:37 BRST
 

PARIS, 17 Jan (Reuters) - Os militantes islâmicos que sequestraram reféns ocidentais em uma instalação de gás na Argélia forçaram alguns deles a vestir cinturões com explosivos, disse a TV francesa nesta quinta-feira, citando um dos reféns.

A emissora France 24 disse que o homem também contou ao canal, durante uma ligação na madrugada desta quinta-feira, que os sequestradores estão fortemente armados e que ameaçaram explodir a instalação de gás natural se o Exército argelino tentar libertar os reféns.

"Eles atacaram os dois locais ao mesmo tempo. Eles invadiram e quando amanheceu colocaram todo mundo junto", disse o homem, com a voz calma, na única parte da ligação transmitida pela France 24.

Homens armados invadiram o local de extração de gás e a moradia dos trabalhadores antes do amanhecer na quarta-feira. Um grupo autodenominado "Batalhão de Sangue" disse ter sequestrado 41 estrangeiros, incluindo europeus, norte-americanos e japoneses, em Tigantourine, no Saara.

O governo francês não confirma se há cidadãos franceses entre os reféns.

A rádio Europe 1 disse que, de acordo com fontes, quatro franceses podem estar entre os reféns.

A France 24 informou que não tinha como verificar se o homem com que falou por telefone, um funcionário do local invadido que pediu anonimato, estava falando sob pressão dos militantes.

(Reportagem de Marine Pennetier)