IPCA-15 acelera alta a 0,88% em janeiro por preços de alimentos

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013 09:33 BRST
 

SÃO PAULO, 23 Jan (Reuters) - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial, começou 2013 acelerando, com alta de 0,88 por cento em janeiro, pressionado pelos preços de despesas pessoais e alimentos.

O número veio acima do esperado pelo mercado e aumenta ainda mais a atenção sobre os próximos passos de política monetária do Banco Central.

Em 12 meses até janeiro, a inflação agora registra alta de 6,02 por cento, afastando-se ainda mais do centro da meta do governo de 4,5 por cento, pelo IPCA.

Em dezembro, o indicador havia avançado 0,69 por cento, na maior alta desde maio de 2011, acumulando no ano alta de 5,78 por cento.

Pesquisa da Reuters mostrou que a expectativa era de alta de 0,83 por cento no IPCA-15 em janeiro, de acordo com a mediana de 31 analistas. As projeções variaram de 0,71 a 0,87 por cento.

Segundo o IBGE, o grupo despesas pessoais registrou alta de 1,80 por cento em janeiro, ante alta de 1,10 por cento em dezembro. Já Alimentação e bebidas mostrou alta de 1,45 por cento, acelerando ante leitura de 0,97 por cento no mês passado.

Juntos, os dois grupos responderam por 61 por cento do índice do mês, com impacto de 0,35 ponto percentual de alimentação e de 0,19 ponto das despesas pessoais.

Entre os alimentos, destacou a aceleração dos preços de hortaliças (de 2,67 para 6,48 por cento), feijão-carioca (de -0,10 para 6,25 por cento), tomate (de 0,72 para 6,02 por cento), entre outros.

Já entre as despesas pessoais, destaque para o aumento dos preços de cigarro (de 2,66 para 7,05 por cento) e excursão (de 12,15 para 16,18 por cento).   Continuação...