Tragédia em Santa Maria mobiliza cidades contra falhas em casas noturnas

terça-feira, 29 de janeiro de 2013 13:05 BRST
 

Por Ana Flor

SANTA MARIA, 29 Jan (Reuters) - Uma onda de fiscalizações em casas noturnas se disseminou por prefeituras de todo o país, alarmadas pelo incêndio que deixou 231 mortos, na maioria jovens, em uma boate na cidade gaúcha de Santa Maria, durante show de uma banda na madrugada de domingo.

Manaus já fechou 17 boates por questões de segurança e promete fazer uma varredura em 108 estabelecimentos da cidade até o fim de semana. Em Americana, interior de São Paulo, a prefeitura cancelou os alvarás de todas as boates da cidade e se reunirá com os proprietários para garantir o cumprimento das normas. Medidas similares de inspeções foram determinadas em Salvador, Porto Alegre e Niterói (RJ).

"Evidentemente que todos nós ficamos chocados com a tragédia de Santa Maria e começou ontem (segunda), aqui em Manaus, uma ação no sentido de fazermos uma varredura total", disse à Reuters por telefone o prefeito em exercício Bosco Saraiva. A medida foi determinada pelo prefeito Arthur Virgílio (PSDB), que está em Brasília em um encontro de prefeitos.

Segundo Bosco, de 27 casas fiscalizadas 17 tiveram que ser fechadas. "Essa dado inicial nos preocupou de sobremaneira."

Na segunda-feira, em discurso a prefeitos, a presidente Dilma Rousseff, pediu maior rigor nas fiscalizações.

"Fui a Santa Maria e a dor que presenciei é indescritível. Falo dessa dor para lembrar a responsabilidade que todos nós, do Poder Executivo, temos com a nossa população. E, diante dessa tragédia, temos o dever de assumir o compromisso, de assegurar que ela jamais se repetirá", disse.

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul disse na segunda-feira que as investigações até agora já apontaram que o incêndio foi causado pelo acionamento de um sinalizador durante o show da banda Gurizada Fandangueira e que as portas da boate dificultaram a saída das pessoas do local.

Também na segunda, quatro pessoas foram presas --os dois donos da boate e dois integrantes da banda. O sinalizador que iniciou o incêndio teria sido acionado por um dos integrantes do grupo musical, mas segundo a polícia, até agora nenhuma das pessoas ouvidas assumiu ter acionado o artefato.   Continuação...

 
Vista aérea da marcha feita em homenagem às vítimas do incêndio que matou 231 pessoas, na maioria jovens, em uma boate na cidade gaúcha de Santa Maria. Uma onda de fiscalizações em casas noturnas se disseminou por prefeituras de todo o país, alarmadas pelo incêndio durante o show de uma banda na madrugada de domingo. 28/01/2013 REUTERS/Stringer