Vale quer diminuir participação de 50% em siderúrgica no Ceará

terça-feira, 29 de janeiro de 2013 18:45 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 29 Jan (Reuters) - A mineradora Vale planeja diminuir a sua participação de 50 por cento no projeto siderúrgico de Pecém (Ceará), no qual é parceira das coreanas Posco e Dongkuk, disse nesta terça-feira o diretor financeiro da companhia, Luciano Siani, durante evento com investidores no Rio.

Segundo Siani, a companhia está racionalizando investimento em pesquisa e desenvolvimento.

"Não faz sentido gastar mais que o necessário para criar novas oportunidades", disse ele ao explicar a intenção da companhia.

Ele não mencionou qual seria a participação futura da Vale no projeto.

A Vale anunciou no final do ano passado que pretende investir 16,3 bilhões de dólares no próximo ano, 24 por cento a menos que o plano anunciado para 2012, num momento em que a mineradora vê perspectivas de uma demanda apenas "moderada" por minério e metais.

A usina do Ceará, com capacidade de produzir 3 milhões de toneladas de aço por ano, tem previsão de entrar em operação em meados de 2015.

(Por Leila Coimbra e Jeb Blount)

 
Uma mulher caminha em frente a uma coluna na sede da Vale no Rio de Janeiro. A mineradora Vale planeja diminuir a sua participação de 50 por cento no projeto siderúrgico de Pecém (Ceará), no qual é parceira das coreanas Posco e Dongkuk, disse nesta terça-feira o diretor financeiro da companhia, Luciano Siani, durante evento com investidores no Rio. 12/02/2008 REUTERS/Sergio Moraes