Produção industrial tem 1ª queda em 3 anos em 2012; recuperação será difícil

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013 13:37 BRST
 

Por Rodrigo Viga Gaier e Tiago Pariz

RIO DE JANEIRO/BRASÍLIA, 1 Fev (Reuters) - A produção industrial brasileira encerrou 2012 com a primeira queda em três anos, com destaque para o fraco desempenho dos investimentos e o recuo na fabricação de veículos.

No ano passado, a produção registrou queda de 2,7 por cento, a primeira retração desde 2009, quando houve um recuo de 7,4 por cento, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

O resultado, segundo avaliação de analistas, mostrou que a indústria entrou 2013 embicada para baixo, tornando a recuperação ainda mais complicada. Isso porque, em dezembro, a produção ficou estável frente a novembro, mês que teve a queda na atividade revisada para baixo, de 0,6 para 1,3 por cento, no pior desempenho desde janeiro de 2011.

De acordo com pesquisa da Reuters, a expectativa era de que a produção tivesse queda mensal de 0,35 por cento. As estimativas variaram de baixa de 1,30 por cento a alta de 0,30 por cento.

"O dado foi bastante ruim, apesar de ter vindo estabilidade (em dezembro). Ele traz um carregamento negativo para 2013. Então, a industria vai ter de crescer mais ainda para se recuperar", afirmou a economista-chefe da Rosenberg Associados, Thais Zara, acrescentando que reduzirá sua previsão de expansão da indústria em 2013, hoje em 2,7 por cento.

Para a economista do banco ABC Brasil Mariana Hauer, "os problemas da indústria hoje são que os custos de produção estão altos e os dados de capacidade instaladas estão acima de 80 por cento. Então, para a indústria crescer, vai depender muito de mão de obra barata e de investimento em infraestrutura".

Analistas consultados na pesquisa Focus do Banco Central da semana passada viam crescimento de 3,10 por cento na produção industrial em 2013.

O economista do IBGE André Macedo avaliou o resultado do ano passado como "um claro retrocesso".   Continuação...

 
Trabalhadores embalam produtos da Natura na fábrica em Cajamar, São Paulo, em setembro de 2009. A produção industrial brasileira encerrou 2012 com queda de 2,7 por cento, a primeira retração desde 2009 (-7,4 por cento) e com destaque para o fraco desempenho do setor de bens de capital, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 01/09/2009 REUTERS/Paulo Whitaker