Menina paquistanesa atacada pelo Taliban passa por cirurgia no crânio

domingo, 3 de fevereiro de 2013 15:12 BRST
 

LONDRES, 3 Fev (Reuters) - A estudante paquistanesa que foi atacada por talibans armados por defender o direito à educação para mulheres passou por uma cirurgia de sucesso em um hospital britânico para reconstruir o crânio e ajudar a restaurar a audição perdida.

Uma equipe de médicos realizou uma cirurgia com duração de cinco horas no sábado em Malala Yousufzai, de 15 anos, que levou um tiro na cabeça em outubro do ano passado e foi levada à Grã-Bretanha para receber tratamento.

Os procedimentos incluíram reconstrução do crânio, visando unir as partes do órgão com uma placa de titânio, e um implante coclear para recuperar a audição do lado esquerdo, que foi afetada no ataque.

"Ambas cirurgias foram um sucesso e Malala está se recuperando no hospital", informou o Queen Elizabeth Hospital, em Birmingham, em nota neste domingo.

O estado de saúde de Malala foi descrito como estável e, segundo a nota, a equipe médica está satisfeita com o progresso que ela vem tendo.

(Por Kate Kelland)

 
Homem caminha em frente a mural retratando a estudante paquistanesa Malala Yousufzai na cidade de Karachi, no Paquistão. A estudente, que foi atacada por talibans armados por defender o direito à educação para mulheres, passou por uma cirurgia de sucesso em um hospital britânico para reconstruir o crânio e ajudar a restaurar a audição perdida. 10/11/2012 REUTERS/Athar Hussain