4 de Fevereiro de 2013 / às 09:49 / em 5 anos

China receberá visita de chanceler da Síria

PEQUIM, 4 Fev (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid al-Moualem, vai visitar a China nesta semana para encontrar-se com seu correspondente chinês, Yang Jiechi, no que o governo chinês disse ser parte de seus esforços em busca de uma solução política para encerrar o conflito sírio.

Moualem ficará na China de 4 a 7 de fevereiro, disse a porta-voz da chancelaria chinesa Hua Chunying a jornalistas.

“Isso é parte do esforço da China em busca de uma resolução política para a questão síria”, disse Hua.

Moualem visitou pela última vez a China, um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, em abril do ano passado.

China e Rússia bloquearam três resoluções do Conselho de Segurança pressionando o presidente sírio, Bashar al-Assad, ou cobrando o fim da guerra civil que já deixou mais de 60 mil mortos.

Mas a China tem tentado mostrar que não está tomando parte na disputa, convidando tanto autoridades do governo sírio como membros da oposição para visitar o país, apesar de ter pouca influência no Oriente Médio.

A China pediu ao governo sírio que inicie um diálogo com a oposição e tome medidas para cumprir as exigências por uma transição política, e disse que um governo de transição deveria ser formado.

Reportagem de Terril Yue Jones

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below