Embraer vê receita líquida de até US$6,4 bi em 2013

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013 21:22 BRST
 

Por Brad Haynes

SÃO PAULO, 4 Fev (Reuters) - A Embraer, terceira maior fabricante mundial de aviões comerciais, espera um leve aumento na receita líquida em 2013, apesar do corte na produção dos jatos regionais em até 15 por cento.

A companhia informou nesta segunda-feira que espera receita líquida entre 5,9 bilhões e 6,4 bilhões de dólares em 2013, ante expectativa de 5,8 bilhões e 6,2 bilhões de dólares no ano anterior.

O segmento de jatos executivos e as operações de defesa, setor de rápido crescimento, serão cruciais para o resultado. A fabricante espera entregar entre 90 e 95 jatos comerciais, abaixo dos 106 em 2012.

A aviação comercial, que há cinco anos constitui mais de dois terços da receita da Embraer, deve contribuir com 52 por cento da receita do ano, pressionado por uma demanda fraca, que levou sua carteira de pedidos para o nível em seis anos.

A empresa planeja compensar isso com um aumento na produção de jatos executivos, que devem representar 25 por cento das receitas em 2013, com estimativa de receita entre 1,4 bilhão a 1,6 bilhão de dólares no período.

A Embraer também espera que a unidade de defesa forneça uma parcela maior de vendas. Um avião militar de carga em desenvolvimento e um contrato com as Forças Armadas do Brasil, de controle de fronteiras, devem ajudar a unidade a contribuir com 21 por cento da receita total, mais do que dobrando sua participação em cinco anos.

A Embraer prevê entregar entre 80 e 90 jatos executivos leves em 2013, acima dos 77 do ano passado passado, e de 25 a 30 jatos executivos grandes neste ano, ante 22 em 2012.

A fabricante de aviões planeja investir cerca de 580 milhões de dólares no ano, abaixo dos 650 milhões dólares destinados para 2012.   Continuação...