Dívida mobiliária federal interna sobe 2,38% em dezembro

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 12:58 BRST
 

BRASÍLIA, 5 Fev (Reuters) - A dívida pública mobiliária federal interna (DPMFi) subiu 2,38 por cento em dezembro frente a novembro, atingindo 1,916 trilhão de reais, o maior valor da série histórica, informou o Tesouro Nacional nesta terça-feira.

O estoque da dívida pública federal, incluindo também a dívida externa, aumentou 2,18 por cento em dezembro, para 2,007 trilhões de reais, crescimento de 7,59 por cento ante 2011. Este também é o maior valor nominal da série história iniciada em janeiro de 2006 disponibilizada pelo Tesouro.

A evolução da dívida mobiliária federal interna foi marcada em 2012 pelo aumento das emissões para capitalizar os bancos públicos, com o objetivo de dar mais fôlego a essas instituições para ampliar a oferta de crédito no país, afetado pela crise internacional. Só para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foram repassados 45 bilhões de reais no ano passado.

O ano passado também foi marcado pelas operações de troca de Letras Financeiras do Tesouro (LFT's) pertencentes a fundos do extramercado (empresas, órgãos e fundos ligados ao governo federal) por títulos prefixados e indexados à inflação.

Isso contribuiu para aumentar a parcela dos títulos prefixados e corrigidos pela inflação na composição da dívida, ampliando a previsibilidade na gestão.

A dívida pública ficou dentro da banda fixada no início do ano passado entre 1,950 trilhão de reais e 2,050 trilhões de reais.

O relatório de dezembro mostrou ainda que a parcela prefixada da dívida total ficou em 40 por cento dentro da banda fixada para 2012, que previa teto de 41 por cento.

A parcela da dívida composta por títulos corrigidos pela inflação ficou no teto do intervalo em 33,87 por cento.

A parte da dívida formada por papéis vinculados à taxa Selic ficou em 21,73 por cento, levemente abaixo da banda delimitada, que previa piso de 22 por cento e teto de 26 por cento.

Em 2012, houve aumento de 29,98 por cento da parcela da dívida na mão de estrangeiros sobre o fechamento de 2011, totalizando 263 bilhões de reais em títulos da dívida interna brasileira em dezembro de 2012, o que representa 13,72 por cento do total do estoque da DPMFi.

(Reportagem de Luciana Otoni; Edição de Tiago Pariz)