BRF vê alta de até 12% na receita operacional em 2013

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 09:27 BRST
 

SÃO PAULO, 6 Fev (Reuters) - A BRF prevê aumento de 10 a 12 por cento na receita operacional líquida (ROL) em 2013, com foco em elevar valor em vez de volume, afirmou a companhia em apresentação a analistas e investidores divulgada nesta quarta-feira.

A companhia, que está entre as maiores exportadoras de aves do mundo, afirmou que outro foco em 2013 é a construção de uma unidade de processados em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Neste ano, a empresa também quer promover a integração e o crescimento do negócio da Federal Foods, distribuidora de alimentos de Abu Dhabi na qual tem participação de 49 por cento.

Além disso, a empresa buscará o desenvolvimento gradual de uma joint venture na China.

A operação no país asiático, em parceria com a empresa chinesa Dah Chong Hong Limited (DCH), tem o objetivo de ampliar a distribuição de produtos no mercado chinês, processar carnes em unidades locais, desenvolver a marca Sadia e atuar nos canais de varejo e Food Service na China Continental, Hong Kong e Macau.

A empresa buscará também em 2013, segundo a apresentação, uma "melhoria no negócio de lácteos através do ajuste do segmento de UHT, melhora de mix e revitalização da marca e portfólio Batavo".

Em conferência ao BTG Pactual, os executivos da empresa de alimentos, uma das maiores do Brasil, apresentaram o que consideraram as bases do início de um novo ciclo, a nova marca (BFR), além das perspectivas e objetivos do plano BRF15: consolidação do mercado interno, após a incorporação dos ativos da Sadia, o aumento da lucratividade do negócio de lácteos, a expansão do negócio de Food Service e a melhora do mix nas operações de mercado externo --a BRF visa a construção de uma marca global.

(Por Roberto Samora)