7 de Fevereiro de 2013 / às 10:53 / em 5 anos

Rebeldes sírios enfrentam Exército por controle de bairros de Damasco

AMÃ, 7 Fev (Reuters) - Rebeldes sírios combateram unidades do Exército, nesta quinta-feira, pelo controle de bairros de Damasco, no segundo dia de uma ofensiva rebelde que pretende abalar a influência do presidente sírio, Bashar al-Assad, na capital, afirmaram um capitão rebelde e um ativista da oposição.

Integrantes do Exército Sírio Livre levantam bandeira islâmica no topo de um prédio depois de intensos confrontos com as forças do presidente Bashar al-Assad, na região de Jobar, em Damasco. 06/02/2013 REUTERS/Mohamed Dimashkia

Tropas de elite da Guarda Republicana com base na imponente montanha Qasioun, que fica no meio da cidade, dispararam séries de artilharia e lançadores de foguetes no bairro de Jobar, a leste, e no anel viário sul, onde os rebeldes passaram por cima dos bloqueios e posições do Exército, disseram as fontes.

Eles informaram o número de mortos durante a noite em 30 pessoas, a maioria devido ao bombardeio pesado do Exército nos bairros rebeldes de Jobar, Zamalka e Hajar al-Aswad.

Hajar al-Aswad está perto da entrada sul da capital, da estrada principal para a cidade de Deraa e da fronteira jordaniana.

“Jobar é o distrito mais disputado e o regime está bombardeando-o fortemente”, disse o capitão Islam Alloush, da unidade rebelde Liwa al-Islam.

Autoridades sírias proibiram a maior parte da mídia independente no país, o que torna difícil verificar os acontecimentos no local.

Alloush disse que o objetivo da ofensiva rebelde não era tomar o centro de Damasco. Isso não seria realizado enquanto as forças de Assad controlassem as bases principais para a retaguarda das forças rebeldes, no bairro de Muleiha e na cidade de Adra, disse.

“O objetivo é acabar com as posições dos atiradores e fortificações que formam parte da linha de defesa do regime em Damasco, e não avançar muito rapidamente sem ter o apoio adequado”, relatou.

O ativista da oposição em Damasco disse que a ofensiva estava sendo conduzida por oficiais sunitas que desertaram do Exército, e tem como objetivo cortar o comando de Assad e as linhas de controle a partir do centro da cidade para a periferia.

Os rebeldes estão usando armas antiaéreas, morteiros e veículos blindados capturados das forças de Assad ao longo dos últimos meses, de acordo com fontes da oposição.

Reportagem de Khaled Yacoub Oweis

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below