Forças de Assad tentam empurrar rebeldes para fora de Damasco

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 12:04 BRST
 

AMÃ, 8 Fev (Reuters) - As forças do presidente da Síria, Bashar al-Assad, se empenhavam nesta sexta-feira em uma ofensiva para tentar retomar o controle de trechos do anel viário de Damasco em poder dos rebeldes, que voltaram a apertar o cerco à capital, disseram militantes da oposição.

Combatentes rebeldes posicionados na região de Ghouta, a leste, romperam as linhas defensivas da capital há dois dias, tomaram partes do anel viário e entraram no bairro de Jobar, situado a cerca de 2 quilômetros das principais instalações de segurança no centro de Damasco.

Há 22 meses Assad tenta esmagar uma revolta que já deixou 60 mil mortos. O governo perdeu o controle de grandes partes do país, mas as forças de Assad, apoiadas por seu poderio aéreo, têm conseguido manter até agora os rebeldes distantes do centro da capital.

Potências mundiais temem que o conflito até agora equilibrado --o mais longo e mais letal dos levantes que há dois anos se espalham pelo mundo árabe-- possa envolver os vizinhos da Síria, desestabilizando ainda mais uma região explosiva.

Há relatos de intensos combates na junção de Hermalleh, no trecho do anel viário ao sul de Jobar, cujo controle passou às mãos dos rebeldes. Caças da força aérea síria dispararam foguetes em torno Jobar, Qaboun e distritos Barzeh, disseram as fontes.

O capitão Islam Alloush, da unidade rebelde de Liwa al-Islam, disse que os combatentes da oposição não têm intenção de permanecer no anel viário e que, mesmo que se retirem da junção, seu novo controle das áreas ao redor faz com que o Exército sírio não tenha condições de usar a estrada como linha de abastecimento dos militares.

"O objetivo desta operação é um avanço lento em direção a Damasco", disse ele à Reuters. Segundo Alloush, as forças de oposição posicionaram franco-atiradores em Jobar, onde bloqueios do Exército foram tomados ou cercados.