Coreia do Norte realiza 3o teste nuclear e pode ter novas sanções

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013 10:25 BRST
 

Por David Chance e Jack Kim

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte realizou seu terceiro teste nuclear nesta terça-feira, em desafio às atuais resoluções das Nações Unidas, irritando os Estados Unidos e o Japão e levando seu único aliado importante, a China, a pedir calma.

A Coreia do Norte disse que o teste nuclear teve "maior força explosiva" do que os de 2006 e 2009 que foram amplamente vistos como de pequena escala.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, o terceiro de sua linha para governar o país, já acompanhou dois lançamentos de foguetes de longo alcance e um teste nuclear durante o seu primeiro ano no poder.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, classificou o teste de um "ato altamente provocativo" que fere a estabilidade regional. Segundo Obama, ele e outros países-membros do Conselho de Segurança da ONU pressionaram por novas sanções contra a Coreia do Norte.

 
Manifestantes em Seul queimam retratos do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, durante protesto contra um teste nuclear realizado pelo país. A Coreia do Norte realizou seu terceiro teste nuclear nesta terça-feira, em desafio às atuais resoluções das Nações Unidas, irritando os Estados Unidos e o Japão e levando seu único aliado importante, a China, a pedir calma. 12/03/2013 REUTERS/Kim Hong-Ji