Obama busca reforma tributária e igualar benefícios fiscais corporativos

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013 07:42 BRST
 

WASHINGTON, 13 Fev (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu na terça-feira uma reforma do código tributário do país, objetivo compartilhado por seus rivais republicanos, mas a tentativa de mexer nos benefícios fiscais concedidos a norte-americanos mais ricos e a empresas enfrenta dificuldades conhecidas no Congresso.

A redução das taxas fiscais corporativas, simplificando o código de deduções, e a tentativa de fazer com que os mais ricos paguem mais impostos estão entre as propostas familiares apresentadas por Obama em seu discurso anual ao Congresso Estado da União, na noite de terça-feira.

"Agora é a nossa melhor chance para uma reforma tributária abrangente e bipartidária que encoraje a criação de empregos e ajude a reduzir o déficit", disse Obama.

As ideias refletem amplamente aquelas apresentadas em seu discurso há um ano.

Desde então, Obama foi reeleito após fazer campanha sobre o que chamou de justiça fiscal, enquanto os republicanos perderam assentos no Congresso. Mas mesmo os defensores de Obama dizem enfrentar um duro caminho no curto prazo.

"(...) É difícil imaginar os republicanos dando apoio a muitas ou algumas dessas cláusulas", disse Jim Manley, ex-conselheiro do líder democrata no Senado, Harry Reid.

(Por Kim Dixon)