15 de Fevereiro de 2013 / às 19:48 / 5 anos atrás

Explosão de meteoro deixa mais de 1.000 feridos na Rússia

Imagem de vídeo mostra o rastro da queda de um objeto sobre a cidade de Chelyabinsk, na Rússia. Mais de 1.000 pessoas ficaram feridas em consequência de um meteoro que atravessou o céu e explodiu sobre a região central da Rússia nesta sexta-feira, lançando bolas de fogo na direção da Terra, quebrando janelas e danificando prédios. REUTERS/OOO Spetszakaz

Por Natalia Shurmina e Andrey Kuzmin

CHELYABINSK, Rússia, 15 Fev (Reuters) - Um meteoro cruzou o céu e explodiu na sexta-feira sobre o centro da Rússia, espalhando bolas de fogo por uma vasta área e provocando uma onda de choque que estilhaçou vidraças, danificou edifícios e deixou mais de 1.000 feridos.

Pessoas a caminho do trabalho em escutaram uma explosão, viram uma luz brilhante e então sentiram a onda de choque, segundo um correspondente da Reuters nessa cidade industrial 1.500 quilômetros a leste de Moscou.

A bola de fogo, que de acordo com a agência espacial russa viajava a 30 quilômetros por segundo, queimou sobre o horizonte, deixando uma trilha de fumaça branca visível a até 200 quilômetros.

Alarmes de carros dispararam, milhares de vidraças se quebraram, e os telefones celulares pararam de funcionar. O Ministério do Interior disse que a explosão do meteoro, um espetáculo raríssimo, também desencadeou um estrondo sônico.

“Eu estava dirigindo para o trabalho, estava bastante escuro, mas aí de repente ficou claro como se fosse dia”, afirmou Viktor Prokofiev, 36 anos, que mora em Yekaterinburgo, nos montes Urais. “Eu me senti cegado pelo clarão.”

O meteoro, que pesava cerca de dez toneladas e pode ter sido constituído de ferro, entrou na atmosfera terrestre e se pulverizou entre 30 e 50 quilômetros de altitude, segundo a Academia de Ciências da Rússia.

Não houve relatos de mortes, mas o Ministério de Emergências disse que 20 mil funcionários foram enviados à região para trabalhos de resgate e limpeza.

O Ministério do Interior informou que houve cerca de 1.200 feridos, sendo pelo menos 200 crianças, a maioria por estilhaços de vidro.

Um funcionário local do Ministério de Emergências disse que o incidente pode estar relacionado à passagem de um asteroide pelos arredores da Terra, na sexta-feira, mas um astrônomo da Academia de Ciências da Rússia, Sergei Barabanov, duvidou disso. Segundo ele, não há indícios que amparem a teoria de que o meteoro viajava acompanhando o asteroide, ou que tenham se soltado dele.

Pelo Twitter, a Agência Espacial Europeia também afirmou que seus especialistas não viram relação entre os dois fatos.

O governador regional de Chelyabinsk disse que a chuva de meteoritos causou danos superiores a 30 milhões de dólares, e, de acordo com o Ministério das Emergências, cerca de 300 edifícios foram afetados.

Um pedaço atravessou o gelo que cobria o lago Cherbakul, perto da cidade, deixando um buraco com vários metros de diâmetro.

Apesar dos alertas para que as pessoas não se aproximem de objetos não-identificados, moradores empreendedores já tentam faturar.

“Vendendo meteorito que caiu em Chelyabinsk!”, oferecia o vendedor Vladimir num popular site russo de leilões. Ele anexou uma foto de uma pedra preta, e na sexta-feira à tarde o valor chegava a 1.488 rublos (49,46 dólares).

Reportagem adicional de Gabriela Baczynska em Moscou

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below