Governo central tem primário recorde de R$26,146 bi em janeiro

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 12:59 BRT
 

BRASÍLIA, 26 Fev (Reuters) - O governo central --formado por governo federal, Banco Central e Previdência Social-- registrou superávit primário de 26,146 bilhões de reais em janeiro, o melhor resultado para esses meses, de acordo com a série histórica do Tesouro Nacional iniciada em 1997.

Só com o resultado do mês passado, o governo central cumpriu pouco mais de 24 por cento de sua meta para o ano, fixada em 108,09 bilhões de reais. A meta cheia da economia para pagamento de juros do setor público consolidado --formado pelo governo central e governos regionais-- é de 155,9 bilhões de reais.

Contribuiu para o forte primário de janeiro a receita líquida total, que somou 101,754 bilhões de reais, 7,3 por cento sobre dezembro, e a redução de 4,2 por cento nas despesas totais, para 75,608 bilhões de reais.

O prenúncio do bom resultado das receitas havia sido dado na segunda-feira, quando o governo divulgou que a arrecadação federal bateu recorde ao somar 116 bilhões de reais em janeiro, com alta real de 6,59 por cento sobre o mesmo mês do ano anterior, ajudando no resultado das contas públicas agora.

O Tesouro também informou que os investimentos totais, incluindo o programa Minha Casa Minha Vida, atingiu 9,6 bilhões de reais, alta de 24,7 por cento sobre janeiro de 2012.

O governo enviou ao Congresso projeto para alterar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) elevando o teto do abatimento da meta do superávit primário do setor público para 65 bilhões de reais, contra 45 bilhões de reais anteriormente estipulados. A proposta ainda precisa ser aprovada pela Câmara e pelo Senado.

O Tesouro informou ainda que a Previdência Social apresentou, no mês passado, déficit de 6,176 bilhões de reais.

(Por Tiago Pariz)