Bento 16 promete obediência incondicional ao próximo papa

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 09:34 BRT
 

CIDADE DO VATICANO, 28 Fev (Reuters) - O papa Bento 16, falando a cardeais no ultimo dia do seu pontificado, pediu nesta quinta-feira à Igreja Católica que se una em torno do seu sucessor, a quem prometeu obediência "incondicional".

"Vou continuar próximo de vocês em oração, especialmente nos próximos dias... quando vocês elegerão o novo papa, a quem hoje declaro minha reverência e obediência incondicionais", afirmou.

"Nos últimos oito anos, vivemos com fé lindos momentos de luz radiante no caminho da Igreja, bem como momentos em que algumas nuvens se escureceram no céu", afirmou ele na despedida com os cardeais -- a maioria dos quais votará no conclave que elegerá o novo papa em março.

"Tentamos servir a Cristo e à sua Igreja", disse ele.

O pontificado de Bento 16 ficou marcado por escândalos de abusos sexuais cometidos por padres, pelo vazamento de documentos sigilosos do Vaticano e por relatos de disputas internas na cúpula da Igreja -- crises que supostamente contribuíram para que ele se tornasse o primeiro papa a renunciar em seis séculos.

A renúncia do papa passa a vigorar oficialmente às 20h (hora de Roma, 16h em Brasília).

(Reportagem de Philip Pullella)

 
Papa Bento 16 sai após sua última audiência geral na Praça de São Pedro, no Vaticano. O papa Bento 16, falando a cardeais no ultimo dia do seu pontificado, pediu nesta quinta-feira à Igreja Católica que se una em torno do seu sucessor, a quem prometeu obediência "incondicional". 27/02/2013 REUTERS/Alessandro Bianchi