28 de Fevereiro de 2013 / às 13:54 / 5 anos atrás

Petrobras negocia parceria com Sinopec para refinarias

Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, fala durante entrevista à Reuters, em Brasília. O governo federal e a Petrobras estão negociando com a estatal chinesa Sinopec uma parceria para completar as obras das refinaria Premium I, no Maranhão, e Premium II, no Ceará, disse o ministro. 15/01/2013 REUTERS/Ueslei Marcelino

Por Leonardo Goy

BRASÍLIA, 28 Fev (Reuters) - O governo federal e a Petrobras estão negociando com a estatal chinesa Sinopec uma parceria para completar as obras das refinaria Premium I, no Maranhão, e Premium II, no Ceará, disse nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, em Brasília.

“A presidente da Petrobras, Graça Foster, está neste momento na China fazendo estas negociações. Ela recebeu um convite para negociar”, disse Lobão após participar do programa Bom Dia Ministro, da TV estatal NBR, a jornalistas, esclarecendo que as negociações envolvem a Sinopec.

Segundo Lobão, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, também deve ir a outros países e tratar de parcerias para outros projetos, como as próximas rodadas de exploração e produção de gás e petróleo previstas para este ano.

Em outubro de 2012, Graça Foster, disse que estava buscando a experiência de parceiros da China e da Coreia do Sul para os projetos das novas refinarias.

A Petrobras planeja construir refinarias no Maranhão e Ceará até 2018, o que ajudaria a empresa a diminuir a sua dependência de importação de derivados, apesar das novas plantas estarem projetadas para a produção apenas de diesel e não de gasolina.

Durante o programa Bom Dia Ministro, Lobão admitiu que a Petrobras está passando por dificuldades financeiras, e por isso procuraria parceiros para concluir o projeto no Maranhão.

“Há uma certa dificuldade financeira na Petrobras. Eu recomendei à presidente da Petrobras que fosse à China completar uma negociação com uma grande estatal chinesa para que se associe à refinaria do Maranhão”, disse o ministro.

A empresa já constrói outras duas refinarias, uma no Rio de Janeiro e outra em Pernambuco, esta última aguardando um acordo para a entrada da venezuelana PDVSA como sócia.

No fim de setembro, executivos da estatal se reuniram com o grupo GS Caltex, da Coreia do Sul, para discutir a possibilidade de parceria para a construção da refinaria Premium II, no Ceará.

LEILÃO ANTECIPADO

Lobão afirmou ainda que o primeiro leilão de áreas para exploração de gás não convencional, também conhecido como gás de xisto, deverá ser antecipado para outubro. A previsão inicial era dezembro.

A possibilidade de antecipação desse leilão já havia sido informada à Reuters na semana passada por uma fonte do governo.

Além dessa licitação, o governo quer fazer em maio a 11a rodada de licitações de blocos de exploração e produção de petróleo e gás fora do pré-sal.

O primeiro leilão de áreas do pré-sal, já sob o regime de partilha, que dá maior poder ao Estado, deve ocorrer em novembro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below