Polícia turca usa gás lacrimogêneo em protesto contra aumento de poder do presidente

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017 15:14 BRST
 

ANCARA (Reuters) - A polícia turca usou gás lacrimogêneo e canhão de água para dispersar centenas de pessoas que se reuniram do lado de fora do Parlamento, nesta segunda-feira, para protestar contra um projeto que muda a Constituição para ampliar os poderes do presidente Tayyip Erdogan.

O Partido Republicano do Povo (CHP), principal legenda de oposição, assim como diversas organizações não governamentais e associações de advogados estão entre os grupos que convocaram o protesto na capital turca, Ancara.

Muitos manifestantes foram forçados pela polícia a recuar dos portões do complexo do Parlamento ao longo de uma via principal, de acordo com testemunhas da Reuters.

Está prevista para esta segunda-feira a discussão no Parlamento da reforma constitucional que introduziria um sistema de Presidência executiva na Turquia.

O projeto deve ser aprovado no Parlamento, que é dominado pelo partido governista AKP, e depois será submetido a um referendo popular.

(Reportagem de Umit Bektas)

 
Polícia turca bloqueia rua para impedir passagem de manifestantes em direção ao Parlamento, em Ancara
09/01/2017 REUTERS/Umit Bektas