19 de Junho de 2017 / às 21:04 / 2 meses atrás

Reino Unido e UE iniciam conversas de separação com esperança em acordo

Theresa May deixa local de ataque perto de mesquita em Londres 19/6/2017Hannah McKay

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia disse, após o primeiro dia de conversas sobre a separação do Reino Unido do bloco de 28 membros, que o tempo para as negociações está passando, mas David Davis, ministro responsável pela desfiliação britânica da UE, o chamado Brexit, disse acreditar que estas terão um desfecho rápido e bom.

As conversas em Bruxelas começam quase um ano após o Reino Unido surpreender ao decidir deixar o bloco em referendo e menos de duas semanas após a primeira-ministra britânica, Theresa May, perder maioria parlamentar em eleição antecipada que causou dúvidas sobre a estabilidade do governo que a UE encara.

"O tempo está passando", disse o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, a jornalistas, acrescentando que uma saída ordeira é essencial tanto para o Reino Unido quanto para a união. Um acordo justo para os dois lados é possível, afirmou.

Ele citou o fundador do bloco comercial que mais tarde se tornou a UE, Jean Monnet, dizendo: "Não estou nem otimista nem pessimista. Estou determinado".

Davis, aproveitando o tema histórico, citou Winston Churchill, líder britânico dos tempos da guerra.

"O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade, o otimista vê oportunidade em cada dificuldade. Então, entre Churchill e Monnet, eu certamente sou um otimista determinado".

Respondendo a uma pergunta, Davis disse que a postura de negociação de seu país não mudou em função de o Partido Conservador ter ido mal nas eleições recentes. O Reino Unido disse, buscará uma saída tanto do mercado comum quanto da união aduaneira e forjará um acordo comercial separado.

Ambos disseram ter passado boa parte do tempo debatendo a questão da Irlanda do Norte, onde todos os partidos querem manter a livre fronteira.

Davis, velho defensor da desfiliação da UE, disse que almeja um progresso veloz e substantivo no que está programado para ser uma negociação de dois anos antes do rompimento com o bloco.

Após dar boas-vindas a Davis, Barnier disse ser importante abordar as incertezas causadas pelo Brexit –direitos de cidadãos expatriados e problemas de uma nova fronteira entre Reino Unido e UE, sobretudo a que atravessa a Irlanda. Ele não mencionou uma terceira prioridade da união: que Londres pague uma conta de dezenas de bilhões de euros antes de sua partida em 21 meses.

Essa questão financeira já é um ponto de discórdia, assim como a recusa de Bruxelas em discutir um novo acordo comercial até que ela seja resolvida.

Barnier disse que um acordo de separação deve estar pronto até outubro de 2018 para haver tempo para aprovação parlamentar.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below