Reino Unido e UE iniciam conversas de separação com esperança em acordo

segunda-feira, 19 de junho de 2017 18:04 BRT
 

Por Alastair Macdonald e Elizabeth Piper

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia disse, após o primeiro dia de conversas sobre a separação do Reino Unido do bloco de 28 membros, que o tempo para as negociações está passando, mas David Davis, ministro responsável pela desfiliação britânica da UE, o chamado Brexit, disse acreditar que estas terão um desfecho rápido e bom.

As conversas em Bruxelas começam quase um ano após o Reino Unido surpreender ao decidir deixar o bloco em referendo e menos de duas semanas após a primeira-ministra britânica, Theresa May, perder maioria parlamentar em eleição antecipada que causou dúvidas sobre a estabilidade do governo que a UE encara.

"O tempo está passando", disse o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, a jornalistas, acrescentando que uma saída ordeira é essencial tanto para o Reino Unido quanto para a união. Um acordo justo para os dois lados é possível, afirmou.

Ele citou o fundador do bloco comercial que mais tarde se tornou a UE, Jean Monnet, dizendo: "Não estou nem otimista nem pessimista. Estou determinado".

Davis, aproveitando o tema histórico, citou Winston Churchill, líder britânico dos tempos da guerra.

"O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade, o otimista vê oportunidade em cada dificuldade. Então, entre Churchill e Monnet, eu certamente sou um otimista determinado".

Respondendo a uma pergunta, Davis disse que a postura de negociação de seu país não mudou em função de o Partido Conservador ter ido mal nas eleições recentes. O Reino Unido disse, buscará uma saída tanto do mercado comum quanto da união aduaneira e forjará um acordo comercial separado.

Ambos disseram ter passado boa parte do tempo debatendo a questão da Irlanda do Norte, onde todos os partidos querem manter a livre fronteira.   Continuação...

 
Theresa May deixa local de ataque perto de mesquita em Londres
 19/6/2017     REUTERS/Hannah McKay