13 de Setembro de 2017 / às 11:50 / 6 dias atrás

Moradores da Flórida encontram destruição na volta para casa; número de mortes por Irma passa de 60

Moradora reage ao ver danos em sua casa após passagem do furacão Irma pela Flórida, em Islamorada 12/09/2017 REUTERS/Carlos Barria

ISLAMORADA, Flórida (Reuters) - Moradores que saíram de casa para escapar do furacão Irma começaram a retornar nesta terça-feira às devastadas ilhas de Florida Keys, encontrando casas destruídas e lojas cobertas de algas marinhas, em meio a uma estimativa de 25 por cento de todas as residências destruídas.

O número de mortes pelo Irma, anteriormente classificado como um dos furacões mais potentes já registrados no Atlântico e o segundo grande furacão a atingir o território norte-americano nessa temporada, saltou para mais de 60.

Dessas mortes, 43 aconteceram no Caribe e ao menos 18 foram confirmadas no sudeste dos Estados Unidos.

Autoridades de gestão de emergência da Flórida confirmaram 12 mortes relacionadas ao Irma na terça-feira, enquanto autoridades na Georgia e Carolina do Sul relataram 3 mortes cada causadas pela tempestade e por suas consequências imediatas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below